Exame toxicológico para tirar CNH: prazos e regras

Para fazer exame toxicológico da CNH, o motorista deve ir até um dos laboratórios credenciados pelo Denatran

A realização de teste para verificar consumo de substância tóxica ou droga está entre os requisitos para renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de determinadas categorias. Então, o motorista pode fazer o exame toxicológico para a CNH em um dos laboratórios disponíveis. Ao passo que deve se atentar aos prazos e as mudanças previstas no Código de Trânsito Brasileiro.

O que é o exame toxicológico para a CNH?

O exame toxicológico para a CNH tem o objetivo de verificar se o motorista consumiu ou esteve exposto a algum tipo de substância tóxica ou droga durante os últimos 90. Desse modo, se deve verificar se houve consumo de substâncias psicoativas que comprometam a capacidade de direção.

Esse exame é feito por meio de coleta de cabelo, pelo ou unhas. Ao passo que, o teste precisa ter resultado negativo para os três meses anteriores à sua realização, já que a janela de detecção é de 90 dias.

O procedimento é obrigatório para os motoristas que vão renovar sua CNH nas categorias C, D ou E. Confiras as características dessas modalidades:

  • Categoria C: nesse caso os motoristas pode dirigir os veículos previstos na categoria B, assim como veículos de carga com peso total de até 3,5 toneladas. Também pode-se conduzir veículos com unidades acopladas, cujo conjunto não passe de seis toneladas.
  • Categoria D: nessa modalidade, é possível dirigir veículos de passageiros, com mais de oito lugares, bem como todos os veículos previstos nas categorias B e C.
  • Categoria E: permite veículos previstos nas categorias B, C e D, e ainda com unidade acoplada com mais de seis toneladas, bem como com lotação acima de oito lugares.

Como funciona?

Para conseguir renovar sua CNH, o motorista deve primeiro realizar um exame toxicológico. Depois disso, pode realizar um agendamento para renovação do documento no Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

O próximo passo é ir até o Detran e levar os documentos solicitados. Na ocasião, serão coletadas digitais, foto e assinatura do cidadão. A partir da confirmação de seus dados, o motorista deverá realizar um exame médico, de aptidão física e mental.

Caso seja aprovado nesses dois tipos de exame, a pessoa deve pagar a taxa de emissão da renovação da CNH. Por fim, será enviado a nova carteira de motorista e também há a opção de baixar a CNH Digital, por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito.

O motorista tem ainda a opção de não realizar o exame toxicológico. Para isso, deve pedir rebaixamento da categoria, retornando para a CNH B. Essa modalidade permite dirigir veículo motorizado, cujo peso total menor ou igual 3.500kg e com lotação que não passe de 8 lugares, excluído o do motorista. Para os condutores de São Paulo, é possível fazer essa solicitação por meio do site ou portal do Poupatempo.

O que muda no exame com as novas leis de trânsito?

Na segunda-feira (12), entraram em vigor as novas regras do Código de Trânsito Brasileiro, a partir da Lei 14.071/20. A realização do exame toxicológico para a CNH também apresentou mudanças.

O exame se tornou obrigatório para os motoristas que vão mudar de categoria, bem como para renovar a CNH. Nota-se ainda, que o novo critério é válido para as habilitações nas categorias C, D e E.

Os cidadãos de até 70 anos de idade devem fazer o exame a cada dois anos e seis meses Já quem tem mais de 70 anos, deve realizar um novo exame toxicológico apenas no vencimento da CNH.

Em comparação, pelas regras antigas, o exame deveria ser feito a cada dois anos e seis meses no caso de carteira de motorista válida por cinco anos. Ao passo que, para as CNHs com validade de 3 anos, o cidadão deveria renovar o exame a cada um ano e seis meses ano.

Ademais, o motorista comete uma infração gravíssima se for pego dirigindo com o toxicológico vencido há mais de 30 dias. A partir disso deve pagar uma multa e tem a CNH suspensa por três meses.

Como fazer o exame toxicológico da CNH?

Para fazer exame toxicológico da CNH, o motorista deve ir até um dos laboratórios credenciados pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A lista dessas empresas pode ser consultada no site da instituição. Em relação à taxa do exame, deve ser verificada e paga ao laboratório em que se realizou o teste.

O que fazer se o exame toxicológico dar positivo?

Nas situações em que o exame toxicológico para CNH der resultado positivo para alguma substância, o cidadão terá a sua carteira de motorista suspensa por três meses.

Durante esse período de três meses contados a partir da data de realização do teste, deve-se solicitar uma contraprova no mesmo laboratório que fez o exame inicial. Outra opção é aguardar o prazo de três meses e fazer um novo exame em algum dos laboratórios credenciados pelo Denatran.

 

Leia também:

Nova lei de trânsito 2021: 13 mudanças que já estão em vigor

Confira o passo a passo para renovar a CNH 2021 pela internet

CNH Social: veja como tirar habilitação de graça

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes