Veículos elétricos próximos do ponto da virada para adoção em massa

Vendas de novos carros elétricos podem disparar a qualquer momento com menor preço e maior autonomia

O ponto da virada está cada vez mais próximo para os veículos elétricos. O termo “ponto da virada” foi popularizado pelo autor Malcolm Gladwell, que descreve esse momento mágico que transforma uma idéia, conceito ou comportamento em um novo padrão. Nesse sentido, esse gatilho define como as novidades tecnológicas atingem um ponto de inflexão, que dispara a ampla adoção pelas massas e pode transformar as cidades em que vivemos.

Vendas de veículos elétricos cresceram 43% em 2020

Com a queda dos preços das baterias e a consequente queda nos preços finais dos veículos elétricos, as vendas crescem fortemente. Em 2020, as vendas de veículos elétricos cresceram 43% no mundo todo. Nesse sentido, o ganho de escala promoverá eficiência industrial, que favorecerá novas reduções de preços e maior competitividade dos veículos elétricos.

As projeções estimam que os veículos elétricos estarão mais baratos que seus equivalentes a gasolina e diesel, sem contar com subsídios, entre 2023 e 2025. Nesse sentido, a BloobergNEF publicou estudos que indicam a queda das baterias de ion-lithium levará a paridade de preços dos carros elétricos em 2023.

 

O ponto da virada já chegou em alguns países nórdicos

Por exemplo, na Noruega, a participação de mercado dos carros elétricos já ultrapassou 54% em 2020. Por outro lado, para comparação, nos demais países europeus, essa participação não chega a 5%. O ponto da virada já foi alcançado no país nórdico.

As principais barreiras para a adoção em massa são:

  1. O preço de aquisição maior
  2. A autonomia das baterias

De fato, essas barreiras ainda bloqueio a adoção em massa. As vendas de carros elétricos ainda respondem por 4,2% das vendas de carros novos. No entanto, como vimos a questão do preço é uma questão de tempo. Enquanto isso, o tema de autonomia está sendo vencido também. Recentemente, apresentamos aqui o início da manufatura de baterias capazes de recarga rápida: 200 milhas em 5 minutos.

 

6087.jpg?width=460&quality=85&auto=format&fit=max&s=b3979e38701dea1bd36e8de6c420a585

O preço final é o principal fator de decisão

Em 2019, a avaliação do preço do carro elétrico na Noruega era 0,3% mais barato que os modelos convencionais e a participação de mercado já atingia 48%. Para comparação, no Reino Unido, os carros elétricos era 1,3% mais caros e a participação de mercado era de apenas 1,6%.

Um ponto interessante é essa sensibilidade ao preço final. Uma vez que o gatilho é disparado – bang – as vendas disparam.

A queda dos preços de baterias na última década impressiona. O preço caiu de $ 1.200/kWh em 2010 para cerca de $ 150/kWh em 2020. Alguns ônibus na China já operam com baterias de $ 100/kWh.

Além disso, novas tecnologias, tais como, baterias em estado sólido, podem chegar ao mercado de massas em 2030. A BloombergNEF projeta baterias com preços de cerca de $ 60/kWh no final da década.

E o que dizem os motoristas de carros elétricos

Uma pesquisa com 2 mil proprietários de carros elétricos indicou que 91% deles não retornarão para os modelos a gasolina ou diesel. Enfim, os carros elétricos são mais silenciosos e possuem aceleração mais rápida.  Essa percepção positiva reforça a tendência de uma rápida adoção em massa nos próximos anos.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes