CRV Digital: como emitir o documento de licenciamento veicular

A partir de janeiro fica autorizado o uso de documentos de registro e de transferência de veículos de forma digital. Ou seja, substitui os documentos em papel. Como resultado, o licenciamento do veículo estará disponível no aplicativo do celular.

O CRV Digital vai ser mais um documento na versão eletrônica para o motorista brasileiro. Isto é, os certificados em papel podem ser substituídos e passam a integrar o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV-e).

Desta forma, o documento do automóvel estará disponível pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT), que também abriga a versão digital da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Os documentos verdes continuam valendo?

Sim, mas estão com os dias contados. Dessa forma, vão ser gradativamente substituídos pelo CRV Digital. De antemão, a partir deste ano, os DETRANs deixam de emitir os documentos verdes em papel.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Quem precisar de uma segunda via desses documentos terá que acessar a versão digital, o CRLV-e. Saliente-se que a mudança vale no país inteiro.

A mudança para o CRV Digital requer a quitação de todos os débitos no portal do Denatran, ou por meio dos canais de atendimento dos DETRANs. 

Preciso trocar o atual de papel pelo digital?

Não, o documento em papel continua válido. A princípio, ele será substituído pelo novo documento digital CRLV-e se houver uma mudança de característica, além dos casos de extravio. Não obstante, no caso da venda do veículo, somente será emitido o CRV Digital.

Não fiz a vistoria de 2021. Como proceder?

Pague a taxa referente ao Licenciamento Anual. Logo depois, baixe o aplicativo Carteira Digital de Trânsito e faça o seu cadastro. Em seguida, acesse a aba “Veículos” e clique em “Adicionar CRLV”. Por fim, preencha o número do Renavam, o número de segurança do CRV, e siga os passos seguintes para emitir o CRV Digital.

O que fazer se eu mudar de cidade?

A partir de agora, o documento verde em papel deixa de existir, portanto, apenas o CRV Digital estará disponível. Ele será emitido em substituição ao CRV por qualquer razão. 

Abaixo você encontra um exemplo do documento digital:

CRV Digital em aplicativo de celular

O que acontece com o CRV atual?

Todos os CRVs expedidos até o momento, e em boas condições continuam válidos. Portanto, deverão ser mantidos até que seja necessária uma alteração ou futura transferência de propriedade. A partir daí farão parte do CRV Digital.

O documento atual, comumente chamado de DUT-recibo, passará a ser somente digital e receberá o nome de ATPV-e, Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo em meio digital.

Os automóveis registrados a partir deste ano receberão o documento digital que certifica sua propriedade. Na prática, os documentos antigos passarão a ser um documento digital único.

Tenho o documento verde. Como vender meu carro?

Para o vendedor, o procedimento não se altera. Assim sendo, o vendedor deverá preencher e assinar as informações no verso do documento de papel, reconhecendo firma no cartório. Em seguida, o comprador deverá ir ao DETRAN, finalizar o processo, onde irá receber o documento digital CRLV-e.

O procedimento é diferente para quem já tem o CRV Digital.

Você sabia que é possível realizar pagamentos, incluindo produtos e serviços, utilizando o Bitcoin? O pessoal da exchange Mercado Bitcoin, líder em volume de transações, tira suas dúvidas.

Já tenho o CRV Digital. Como vender meu carro?

Antes de fechar a transação, comprador e vendedor devem comparecer ao DETRAN. Neste caso, é necessário agendar o serviço de emissão do novo documento de transferência de propriedade, a ATPV-e. Todavia, não será cobrado DUDA pelo procedimento.

Aprenda aqui como pedir 99 taxi pelo WhatsApp, caso necessite de transporte para retornar do local de agendamento.

Em seguida, vendedor e comprador registrarão, respectivamente, a Comunicação de Venda e a Transferência de Propriedade. Esta pode ser feita no DETRAN, ou através dos cartórios. 

No entanto, a Transferência de Propriedade deve ser feita somente no DETRAN. Cabe ressaltar que para ambos os serviços é necessário efetuar o pagamento do respectivo DUDA.

Por fim, se a venda não for efetivada, o vendedor deverá voltar ao departamento de trânsito para registrar esta informação e cancelar a ATPV-e.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes