Eleições 2020: saiba como justificar o voto pelo aplicativo e-título

A Justiça Eleitoral criou uma opção mais fácil e vantajosa para fazer a justificativa da ausência de voto no dia das votações. Confira o passo a passo.

Eleições 2020 – Com a pandemia do coronavírus e as recomendações para evitar aglomerações e fazer distanciamento social, algumas medidas foram implementadas nas eleições. Entre elas está a facilidade de poder justificar a ausência do voto por meio do aplicativo e-titulo. A novidade está disponível na versão mais recente do programa. O método digital só precisa que você baixe a plataforma e cadastre seus dados.

Eleições 2020: justificar ausência pelo aplicativo

Foto mostra aplicativo e-título
Foto: Divulgação

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Para justificar o voto pelo e-título é simples e rápido. Basta baixar o aplicativo, que está disponível para os sistemas Android e IOS.

Existem dois momentos em que o eleitor pode fazer a justificativa, no dia da eleição ou fora dos dias de eleição.

Para justificar no dia da eleição, o eleitor deve usar o GPS do celular para comprovar estar fora do domicilio eleitoral e, assim, concluir a justificativa. Essa opção estará disponível a partir do dia 4 de novembro. Mas por enquanto só é possível justificar o voto de eleições passadas.

Veja o passo a passo:

  1. Baixe o aplicativo em seu celular
  2. Faça o cadastro no aplicativo;
  3. Vá em “mais opções”;
  4. Clique em “justificativa de ausência”;
  5. Preencha com seus dados e o motivo da ausência e envie o requerimento.

Vale lembrar ainda que o eleitor tem até 60 dias para justificar o voto, após o dia da votação. Também que é necessário fazer uma justificativa separada para cada turno que o cidadão se ausentar. Nas eleições 2020, o primeiro turno será no dia 15 de novembro e o segundo turno é previsto para o dia 29 de novembro.

O que acontece com o eleitor que não justificar o voto?

Se o eleitor não justificar, ele não fica com a situação eleitoral regularizada, nesse caso, uma multa é cobrada. O valor é de R$3,51, por cada turno ausente. Caso o cidadão não justifique ou não pague a multa, sua situação não fica regularizada com a justiça eleitoral.

Além disso, caso o eleitor não pague a multa, ele não fica em dia com a Justiça Eleitoral e sofre algumas consequências. Por exemplo, fica impedido de tirar passaporte ou carteira de identidade, se inscrever em concursos públicos, renovar matrícula em lugares fiscalizados pelo governo e outras.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes