Eleições 2020: saiba como justificar o voto pelo aplicativo e-título

A Justiça Eleitoral criou uma opção mais fácil e vantajosa para fazer a justificativa da ausência de voto no dia das votações. Confira o passo a passo.

Eleições 2020 – Com a pandemia do coronavírus e as recomendações para evitar aglomerações e fazer distanciamento social, algumas medidas foram implementadas nas eleições. Entre elas está a facilidade de poder justificar a ausência do voto por meio do aplicativo e-titulo. A novidade está disponível na versão mais recente do programa. O método digital só precisa que você baixe a plataforma e cadastre seus dados.

Eleições 2020: justificar ausência pelo aplicativo

Foto mostra aplicativo e-título
Foto: Divulgação

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Para justificar o voto pelo e-título é simples e rápido. Basta baixar o aplicativo, que está disponível para os sistemas Android e IOS.

Existem dois momentos em que o eleitor pode fazer a justificativa, no dia da eleição ou fora dos dias de eleição.

Para justificar no dia da eleição, o eleitor deve usar o GPS do celular para comprovar estar fora do domicilio eleitoral e, assim, concluir a justificativa. Essa opção estará disponível a partir do dia 4 de novembro. Mas por enquanto só é possível justificar o voto de eleições passadas.

Veja o passo a passo:

  1. Baixe o aplicativo em seu celular
  2. Faça o cadastro no aplicativo;
  3. Vá em “mais opções”;
  4. Clique em “justificativa de ausência”;
  5. Preencha com seus dados e o motivo da ausência e envie o requerimento.

Vale lembrar ainda que o eleitor tem até 60 dias para justificar o voto, após o dia da votação. Também que é necessário fazer uma justificativa separada para cada turno que o cidadão se ausentar. Nas eleições 2020, o primeiro turno será no dia 15 de novembro e o segundo turno é previsto para o dia 19 de novembro.

O que acontece com o eleitor que não justificar o voto?

Se o eleitor não justificar, ele não fica com a situação eleitoral regularizada, nesse caso, uma multa é cobrada. O valor é de R$3,51, por cada turno ausente. Caso o cidadão não justifique ou não pague a multa, sua situação não fica regularizada com a justiça eleitoral.

Além disso, caso o eleitor não pague a multa, ele não fica em dia com a Justiça Eleitoral e sofre algumas consequências. Por exemplo, fica impedido de tirar passaporte ou carteira de identidade, se inscrever em concursos públicos, renovar matrícula em lugares fiscalizados pelo governo e outras.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes