Eleições 2020: dúvidas sobre ausência em caso de Covid-19

Não há regra que proíba o eleitor com sintomas de Covid-19 de comparecer às urnas, mas recomenda-se que fique em casa e justifique seu voto.

Eleições 2020 – Surgiram algumas dúvidas sobre as orientações do dia da votação, em relação as pessoas que estiverem com os sintomas do Covid-19 ou tenham contraído o vírus nos últimos 14 dias. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que não existe nenhuma norma que proíbe essas pessoas de votarem, mas orienta que a melhor opção é permanecer em casa e justificar sua ausência.

O voto é obrigatório para todos os maiores de 18 anos e menores de 70 anos, toda e qualquer falta de comparecimento às urnas deve ser devidamente justificada. Nos casos de contaminação pelo Covid-19, o eleitor poderá apresentar o atestado médico que comprovem os sintomas ou teste afirmativo.

De toda forma, o TSE garante que foram tomadas medidas de segurança capazes de proteger os eleitores, inclusive se houver pessoas contaminadas durante a votação das eleições 2020. Para isso, é necessária a contribuição da população para o cumprimento de todas as orientações sanitárias, como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social dentro e fora da seção.

Eleitor tem até 60 dias para justificar ausência

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em todos os casos de ausência no dia da votação, os eleitores devem justificar à Justiça Eleitoral no prazo de 60 dias. Logo após, será realizada uma análise pelo juiz da zona eleitoral, para verificar se a justificativa era válida ou se cabe aplicação de multa.

Veja também: o que eleitor pode e não pode no dia da votação!

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes