Eleições 2020: saiba como votar na urna eletrônica

Antes do dia da votação, é importante que os eleitores tirem suas dúvidas e entendam o processo do voto para evitar complicações e atrasos.

Eleições 2020 – Como estamos há menos de uma semana do dia de votação, é a hora para tirar todas as dúvidas que restaram sobre as eleições. Por exemplo, você já sabe como funciona a urna e como votar nela? Confira essa e outras dúvidas que podem surgir no momento do pleito.

Data e horário das eleições 2020

O primeiro turno das eleições 2020 acontece no dia 15 de novembro e o segundo turno, nos municípios que tiverem, no dia 29 do mesmo mês. O horário de votação foi estendido por conta da pandemia do coronavírius. Agora, ele será das 7h até às 17h. Mas o intervalo entre 7h e 10h será destinado para pessoas com mais de 60 anos, por fazerem parte do grupo de risco.

Eleições 2020: Como votar na urna?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A urna eletrônica foi pensada e desenvolvida para ser um mecanismo de fácil acesso e que pudesse computar e contar os votos rapidamente. O teclado do equipamento lembra o de um telefone. Para votar basta que o eleitor digite o número de seu candidato e confirme na tecla de cor verde. Caso queira corrigir, é preciso clicar na tecla laranja. Para votar em branco o eleitor deve apertar na tecla de mesmo nome, também de cor branca. Também é possível anular, basta colocar um número que não confere a nenhum candidato ou legenda partidária, por exemplo: 00, e confirmar.

O primeiro voto nessa eleição é para vereador. Na urna eletrônica, digite os cinco dígitos que identificam o seu candidato. Depois de confirmada a escolha, é vez de votar para prefeito. São dois dígitos e a tecla “confirma” para validar a sua escolha.

Quem é obrigado a votar?

O voto no Brasil é um direito, mas também um dever da população. São obrigados a votar os cidadãos com idade entre 18 e 70 anos e alfabetizados. Pessoas com mais 70 anos, analfabetos e com 16 e 17 anos podem optar por votar ou não, ainda que tenham tirado o título.

Eleições 2020: Preciso usar mascara no dia de votação?

Foto mostra mão passando álcool em gel
Eleitores devem higienizar as mãos antes e depois de votar (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O adiamento das eleições serviu para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), juntamente com uma equipe de especialistas dos hospitais Albert Einstein, Sírio-Libanês e por técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) elaborou algumas medidas de segurança. Confira:

  • Uso de mascaras é obrigatório, por parte dos eleitores e dos mesários. O TSE afirmou que pode ser que o mesário peça para que o eleitor se afaste, tire a mascara e mostre o rosto para reconhecer a foto da identidade. Contudo, ele deve coloca-la em seguida.
  • Não será permitido comer ou beber nas filas, para evitar que as pessoas fiquem sem mascara.
  • Distanciamento mínimo de 1 (um) metro entre todos.
  • Álcool em gel será distribuído em todas as seções para que os eleitores limpem as mãos antes e depois da votação.
  • O TSE recomenda que cada eleitor leve a sua caneta para assinar, para evitar o compartilhamento de objetos.
  • Mesários receberão máscaras e terão que trocá-las a cada quatro horas, usar álcool e uma proteção facial de acetato (face shield), que terá de ser usada o tempo todo.
  • A biometria foi suspensa, pois não é possível higienizar o leitor a cada pessoa que colocar o dedo. Portanto, poderia aumentar o contágio do vírus.

O que levar na hora de votar?

O eleitor deve levar um documento original com foto para identificação. Esse documento pode ser o RG, passaporte, carteira de trabalho ou carteira de categoria profissional reconhecida por lei, habilitação, certificado de Reservista ou o próprio e-título. Importante lembrar que o documento deve conter uma foto original, por isso, certidão de nascimento ou casamento não devem ser apresentadas.

Não é necessário levar o titulo impresso em mãos, mas ele pode facilitar o eleitor a achar seu local de votação, já que nele constam informações sobre a zona e a seção eleitoral.

Por conta da pandemia do coronavírus, os eleitores que quiserem podem levar sua própria caneta na hora de assinar, para evitar o contato entre objetos. Mas essa é uma recomendação do Tribunal Eleitoral Superior (TSE), não é obrigatório. Haverá canetas higienizadas no local para quem não levar.

Eleições 2020: Regras

No dia da votação, existem algumas regras que eleitores e candidatos devem seguir. Veja as proibições:

  • Aglomerações.
  • Os candidatos não poderão publicar ou impulsionar conteúdos na internet;
  • Distribuição de santinhos;
  • Uso de alto falantes.

Contudo, é permito que os eleitores façam manifestações silenciosas, como usar adesivos, broches e camisetas. Também fica permitido levar uma “colinha” com o número dos candidatos para votar. Inclusive, o TSE recomenda essa prática para agilizar o processo.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes