Como transferir o título de eleitor em 2022; prazo termina dia 4

Eleição de 2022 será em outubro

Quem mudou de cidade, estado ou país tem até o dia 4 de maio para solicitar a transferência do título de eleitor e conseguir votar nas eleições de 2022. O mesmo prazo vale para quem mudou de bairro e quer atualizar o endereço. Confira abaixo como transferir o título de eleitor.

Transferir título de eleitor

Aqueles que precisam transferir o título de eleitor têm até o dia 4 de maio para fazer a solicitação. Para realizar esse processo, é preciso que o eleitor resida há pelo menos três meses no novo local e não tenha transferido ou tirado a primeira via do documento nos 12 meses anteriores. No entanto, esse critério não vale para servidor público civil, militar e autárquico (ou membros da família), que, por motivo de remoção ou transferência, tenha mudado de domicílio.

O processo para transferir o título de eleitor é simples e gratuito, e pode ser feito pela internet, sem precisar sair de casa. A alteração do domicílio eleitoral consegue ser feita por meio do Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na seção do Autoatendimento do Eleitor. Ela está localizada na página inicial do site, à direita da foto principal, numa tarja laranja. Mas, antes de começar o processo, é importante ter por perto seu celular, comprovante de residência atualizado e documento de identificação oficial com foto.

Confira o passo a passo de como transferir o título de eleitor:

1- Antes de começar a transferência de domicílio eleitoral, verifique se o título está regular. Para isso, basta clicar no quarto item da lista do menu do Autoatendimento do Eleitor: “Consultar Situação do Título Eleitoral”.

2- Caso sua situação esteja regular, siga para o passo 3. Mas, caso precise normalizá-la, entre no item “Regularizar título eleitoral cancelado ou suspenso”.

3- Dentro de “Autoatendimento do Eleitor”, você terá acesso a todos os serviços que a nova página oferece. Para fazer a alteração do endereço, clique no menu “Atendimento ao Eleitor”.

4- Selecione “Atualizar endereço”.

5- No final da próxima tela, vá ao menu “Iniciar seu atendimento a distância”, que fica na parte “Faça seu requerimento”.

6- Depois, é só selecionar o estado, conferir a lista de documentos necessários e clicar em “Próximo”.

7- Preencha os dados solicitados na tela que abre em seguida.

8- A próxima etapa é a de envio da documentação. Quando você inserir todos os arquivos necessários, finalize o processo, clicando em “Próximo”.

9- Na próxima tela, você vai precisar adicionar informações do local para onde quer transferir o título de eleitor. Preencha os campos CEP, UF, município, bairro, endereço, número, complemento (se houver), número de telefone (de preferência com WhatsApp) e tempo de habitação no domicílio eleitoral. Feito isso, aperte o botão “Próximo”.

10- A próxima janela é a de escolha do local de votação. O Título Net vai sugerir lugares próximos ao endereço de residência. Selecione o preferido e clique em “Próximo”.

11- Verifique se as informações pessoais estão corretas. Caso estejam, aperte o botão “Confirmar”.

12- Por fim, anote o número do protocolo para conferir o resultado do pedido de transferência de título eleitoral. Clique em “Finalizar” para terminar o processo.

Com tudo concluído, é só acompanhar o requerimento no Portal do TSE. E, quando o processo for encerrado, você já terá disponível o seu título digital pelo aplicativo e-Título, disponível para ser baixado no Google Play ou App Store.

Assista o vídeo abaixo para acompanhar o processo de como transferir o título de eleitor

Título eleitoral no exterior

Os brasileiros maiores de 16 anos que residem no exterior podem realizar o atendimento para solicitar alistamento eleitoral, revisão de dados cadastrais e transferência de domicílio eleitoral pela internet, por meio do Título Net Exterior. Para transferir o título de eleitor, ou realizar algum desses outros processos, é preciso acessar a página no Portal do TSE e clicar em “Iniciar requerimento”. Além de preencher os formulários eletrônicos, é necessário enviar imagens (PDF ou JPG) da seguinte documentação:

  • documento oficial de identificação: certidão de nascimento, certidão de casamento, Registro Geral (RG), passaporte com filiação, carteira de trabalho e previdência social (CTPS), entre outros;
  • comprovante de residência;
  • comprovante de quitação eleitoral (se for o caso);
  • comprovante de quitação militar (para homens com 19 anos que ainda não tenham título eleitoral).

O requerimento será analisado pela Zona Eleitoral do Exterior (ZZ), vinculada ao Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE/DF), e seu processamento poderá ser acompanhado por e-mail.

Leia também: Não votei na última eleição e não justifiquei, o que devo fazer?

Você pode gostar também
buy cialis online