Eleições 2022: quais cargos serão votados?

Em outubro, os brasileiros vão escolher presidente, governador, senadores e deputados

No Brasil, o voto é obrigatório para todos os cidadãos com mais de 18 e menos de 70 anos e, mais uma vez, os milhões de brasileiros que são aptos a votar vão às urnas este ano para escolher candidatos que vão representar a população nos próximos anos. As eleições 2022 já têm calendário para acontecer: as datas do pleito serão em outubro. Saiba quais cargos serão votados nas eleições de 2022 e entenda qual a responsabilidade de cada político eleito.

Quais serão os cargos das eleições gerais 2022?

No dia 2 de outubro de 2022, os eleitores brasileiros votarão no primeiro turno das eleições. Se houver segundo turno, ele será realizado no dia 30. No entanto, nem todos os candidatos podem ser escolhidos em segundo turno. Isso porque os cargos disputados nas eleições 2022 têm sistema de disputa diferente. Por exemplo: o presidente é escolhido entre alguns nomes e, caso nenhum candidato consiga a maioria absoluta dos votos (pelo menos metade dos votos válidos mais um), os dois mais votados fazem uma nova disputa. Já no caso dos deputados, milhares de candidatos concorrem a 513 vagas na Câmara; os que tiverem mais votos, ocupam as cadeiras.

Os cargos que serão disputados nas eleições de 2022 são: presidente da República e vice, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais (ou distritais, no caso do Distrito Federal). No total, o número de candidatos eleitos este ano deve ultrapassar a marca dos 1.600, incluindo as Assembleias Legislativas de cada unidade da federação. Cada eleitor, no entanto, escolhe um presidente, um governador, um senador, um deputado federal e um deputado estadual ou distrital.

Qual a responsabilidade de cada político eleito?

eleições 2022 cargos
Mais de 1.600 políticos serão eleitos este ano. Foto: Reprodução/Marcello Casal Jr./Agência Brasil
  1. Presidente da República – A Presidência é o cargo máximo do país. O eleito para a vaga é o maior representante do Executivo e, por isso, ele tem a missão de conduzir a política e a economia do país. Para isso, entre outras atribuições, o presidente nomeia ministros e comandantes das Forças Armadas, se relaciona com outros presidentes, aprova ou veta projetos de lei, pensa e executa políticas públicas, define políticas de defesa e segurança e propõe o orçamento. Para se candidatar, é necessário ter pelo menos 35 anos de idade, ser brasileiro e morar no Brasil, ser filiado a algum partido político e não ser privado de exercer seus direitos políticos.
  2. Governador – Já o governador tem a função de representar o estado para o qual foi eleito. No âmbito estadual, portanto, ele exerce praticamente as mesmas atribuições do presidente da República, já que é o representante máximo da unidade da federação. O cargo é ocupado por quatro anos e o governador pode tentar a reeleição uma vez. Entre outras coisas, o governador defende os interesses estaduais junto ao Governo Federal, comanda as polícias Civil e Militar, define o orçamento e administra os sistemas educacionais, prisionais e de saúde do estado.
  3. Senador – Já os senadores são, junto com os deputados federais, os representantes do poder Legislativo do país. Ao todo, são 81 senadores (3 por estado) e cada um exerce o mandato por oito anos. O senador tem funções legislativas, fiscalizadoras, julgadoras, aprovadoras e autorizativas. É ele, por exemplo, que fiscaliza as ações do governo, aprova ou rejeita propostas de lei que vêm da Câmara dos Deputados, propõe leis, emendas e alterações na Constituição Federal, julga crimes de responsabilidade, discute projetos e propôs soluções.
  4. Deputado federal – Os 513 integrantes da Câmara dos Deputados têm como função fiscalizar e legislar. As vagas são definidas de acordo com o tamanho da população de cada estado, já que o deputado federal é o representante da unidade da federação junto ao Governo Federal. É ele que propõe, sugere alteração ou revogação de leis e qualquer projeto passa primeiro pela Câmara, depois vai para o Senado. Na casa, as propostas são votadas em Plenário ou nas comissões. Os deputados federais também fiscaliza e controlam as ações do Executivo. O deputado pode ser eleito várias vezes.
  5. Deputado estadual ou distrital – Também pode exercer o cargo várias vezes, sem limite de números de reeleição. O deputado estadual (ou distrital no DF) é quem representa a população no âmbito estadual e, portanto, tem a competência de propor, aprovar, rejeitar ou alterar leis regionais, julgar o orçamento proposto pelo governador do estado e fiscalizar as ações do governo estadual, entre outras coisas. O número de deputados estaduais varia conforme o tamanho da população e o mandato é de quatro anos.
Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes