Trabalhar nas eleições 2022: como ser mesário e benefícios

Primeiro turno das eleições de 2022 será no dia 2 de outubr

A eleição deste ano está marcada para ocorrer no mês de outubro. Nos dias de votação, as seções eleitorais contam com o apoio voluntário de diversos mesários para auxiliarem no processo. Saiba quais os benefícios de trabalhar nas eleições 2022 e como participar.

Benefícios de trabalhar nas eleições 2022

Nos dias de votação das eleições, as seções eleitorais contam com o auxílio de diversos mesários para administrarem todos os procedimentos necessários. Eles podem ser voluntários ou convocados pela Justiça Eleitoral. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nas eleições gerais de 2018, houve um total de 1.770.252 mesários em todo o país, em que 593.859 eram voluntários. E, no pleito municipal em 2020, de 1,9 milhão de mesários, cerca de 667,5 mil trabalharam voluntariamente.

Além de poder contribuir para o exercício da democracia, trabalhar nas eleições 2022 também traz diversos benefícios. Confira quais são:


  • Auxílio-alimentação no dia do 1º turno e também caso haja 2º turno das eleições 2022;
  • Em alguns estados é possível validar o trabalho exercido como horas complementares em cursos universitários;
  • Em caso de empate em concurso público, aqueles que são mesários podem ter vantagem perante os outros concorrentes, caso esse critério seja previsto no edital vigente;
  • É assegurado que o colaborador tenha direito a dois dias de folga no trabalho por cada dia trabalhado e de treinamento, sem perder o salário, mediante negociação com a instituição em que era empregado na época que exerceu o serviço.

Como ser mesário voluntário

Qualquer eleitor, que seja maior de 18 anos e esteja regularizado perante a Justiça Eleitoral, pode trabalhar nas eleições 2022 voluntariamente ou ser convocado. Há apenas alguns casos que ficam impossibilitados de exercer a função de mesário, que são: candidatos a eleição, assim como seus respectivos cônjuges e parentes até segundo grau; membros de diretórios de partidos políticos que exercem função executiva; autoridades e agentes policiais que atuam em cargos de confiança do Poder Executivo; e quem trabalha na Justiça Eleitoral.

Aqueles que não se enquadram em nenhum desses casos podem realizar a inscrição para trabalhar nas eleições 2022 na página do mesário no portal da Justiça Eleitoral, por onde é possível acessar o formulário de inscrição do site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) referente ao seu estado. Ainda há a possibilidade de realizar o cadastro pelo aplicativo e-Título, disponível para ser baixado no Google Play e Apple Store, ou entrando em contato diretamente com o cartório eleitoral em que você é registrado como eleitor.

Com a inscrição para trabalhar nas eleições 2022 feita, sua ficha será analisada pelo cartório, que também vai averiguar se há vagas disponíveis na sua seção de votação. Caso não haja nenhum empecilho, você poderá ser convocado para atuar como mesário voluntário nos dias do pleito. Os que forem selecionados passam por um treinamento online, para aprenderem sobre questões como, por exemplo, procedimentos a serem adotados antes, durante e após a votação, além de como agir diante de eventuais problemas que possam surgir nas seções eleitorais.


Quando vai ser a eleição de 2022

De acordo com o calendário disponibilizado pelo TSE, o primeiro turno das eleições de 2022 será no dia 2 de outubro, enquanto o segundo ocorrerá no dia 30 do mesmo mês.

Neste ano, a eleição será feita entre as 8h e às 17h do horário de Brasília. Dessa forma, a apuração deve começar ao mesmo tempo em todo o país. Em Manaus, por exemplo, os eleitores poderão votar entre as 7h e as 16h. Já em Fernando de Noronha, a eleição será realizada entre das 9h às 18h.

Os cargos que serão disputados nas eleições de 2022 são: presidente da República e vice, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais (ou distritais, no caso do Distrito Federal). No total, o número de candidatos eleitos este ano deve ultrapassar a marca dos 1.600, incluindo as Assembleias Legislativas de cada unidade da federação.

Leia também: ELEIÇÕES: debate presidencial 2022: quando vai e onde assistir

Você pode gostar também