Cinco empresários brasileiros que entraram na carreira política

Confira uma lista com empreendedores que deixaram os negócios de lado e ingresso no mundo político.

Há quem diga que políticos devem ser políticos e empresários devem ser apenas empresários. Sem misturar as coisas. Mas alguns empreendedores se arriscaram no âmbito da política e resolveram começar uma carreira nessa área.

Empresários que entraram na carreira política

No Brasil e no mundo, existe um histórico de pessoas ricas ou famosas que tentaram a carreia política. Contudo, algumas tiveram êxito, outras não. Confira cinco empresários brasileiros que entraram na carreira política:

Flávio Rocha

Foto mostra o político e empresário Flávio Rocha, usando terno e de braços cruzados.
Flávio Rocha (Rodrigo Capote/Bloomberg)

Um dos herdeiros da Riachuelo, Flávio Rocha, nasceu em Recife, Pernambuco. Mas Flávio entrou na política cedo, já foi eleito deputado federal duas vezes e se candidatou à presidência em 1994. Como foi alvo de acusações criminósas, ele desistiu da candidatura. Depois disso, foi cuidar dos negócios da família, de 2008 até 2018, Rocha era CEO do Grupo Guararapes, fundado por seu pai. Ele deixou o cargo e a empresa para ser pré-candidato à presidência novamente, na ultima eleição, mas não chegou a consolidar a candidatura novamente.

Alexandre Kalil

Foto mostra Alexandre Kalil de frente para câmera, usando terno. Ao fundo se vê bandeiras de MG.
Alexandre Kalil (Foto: divulgação)

O político é filho de Elias Kalil, ex-presidente do clube de futebol Atlético Mineiro. Alexandre Kalil chegou a dirigir o time de 2008 a 2014. Ele também é empresário e comandou a Erkal Engenharia em Belo Horizonte, até a empresa decretar falência. Em 2014 ingressou na carreira politica, chegou a se registrar a candidatura para deputado federal por Minas Gerais, mas desistiu antes da eleição. Mas em 2016, se candidatou e foi eleito para prefeito da capital mineira.

João Dória – empresários na política

"Foto

Dória é formado em jornalismo e marketing. O gestor, como gosta de ser chamado, já trabalhou em diversas revistas e emissoras de TV. Além disso, ele também comanda o grupo Dória, que é composto por empresas de publicidade. Mas o empresário entrou na politica em 1983, como Secretário Municipal de Turismo e Presidente da Paulistur. Depois disso, não saiu mais do ramo. Em 2016 foi eleito prefeito da cidade de São Paulo. Deixou o cargo em 2018 para se candidatar ao governo do estado e também ganhou. Dória, com seu patrimônio de 189 milhões de reais, é considerado o governador eleito mais rico de São Paulo.

João Amoedo

Foto mostra João Amoedo, do tronco para cima, sorrindo para câmera.
João Amoedo (Foto: divulgação)

Amoedo é formado em engenharia civil e administração de empresas. O empresário começou sua carreira trabalhando em bancos. Em 1988, ele foi contratado pelo BBA como gerente comercial, 11 anos depois assumiu o cargo de liderança do Finaústria, que em 2002 foi vendido para o Itaú. Amoedo então se tornou membro do conselho do banco. Mas em 2011 entrou para a política e ajudou a fundar o Partido Novo. Em 2018, concorreu a presidência da republica pelo mesmo partido. Foi o quinto candidato mais votado na eleição.

Romeu Zema – empresários na política

Foto mostra Romeu Zema, do tronco para cima, falando ao microfone. Ao fundo bandeiras do Brasil e de MG.
Romeu Zema (Foto: Partido Novo)

O mineiro Zema nasceu em uma família de empresários. Seu bisavô foi o criador do grupo Zema, uma rede de varejo que vende eletrodomésticos e utensílios para casa. Romeu Zema foi presidente da empresa de sua família por 26 anos, saindo do cargo em 2016. Sempre gostou de politica, foi filiado durante 18 anos ao partido da republica (PR). Mas se candidatou ao governo de Minas Gerais, em 2018, pelo Partido Novo e foi eleito no primeiro turno.

- continue lendo -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes