Suspeição de Moro vira meme na web; veja

Com a decisão da 2º turma do STF (Supremo Tribunal Federal), que nesta terça-feira, 23 de março, decidiu pelo julgamento do pedido de suspeição do ex-juiz Sergio Moro, e teve um resultado positivo para a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, responsável por proferir o pedido ao STF.

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do STF decidiu pela parcialidade de Moro ao condenar o ex-presidente Lula no caso do triplex do Guarujá (SP). Sendo assim, o pedido de suspeição foi aceito, e agora, as provas colhidas no processo contra Lula, na 13ª Vara Federal de Curitiba, vão ser anuladas. Qualquer investigação em relação ao caso terá que começar do zero.

O processo já estava tramitando na 2º turma do STF desde 2018, e no dia 9 de março, após a decisão do ministro de Edson Fachin de anular as condenações contra Lula, ganhou um novo episódio. No entanto, foi preciso uma segunda sessão para definir se houve parcialidade no julgamento de Moro.

A decisão foi comemorada por muitos internautas, que aproveitaram até para repercutir memes sobre a aceitação do pedido de suspeição do ex-juiz Sergio Moro. Confira alguns deles abaixo:

- PUBLICIDADE -

O que acontece agora com a suspeição de Moro?

Apesar de a decisão ser significativa e de extrema importância para o futuro político do Brasil, como, por exemplo, uma possível candidatura de Lula (PT) nas eleições de 2022, sendo o principal concorrente do atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o próprio Sergio Moro não sofrerá com a suspeição.

Moro deixou de atuar na área pública, por isso, a suspeição de sua condução no processo do triplex do Guarujá (SP) contra Lula, não muda seu destino profissional. Entretanto, caso ele ainda estivesse atuando como juiz federal, a aprovação da suspeição poderia culminar em grandes consequências, até mesmo uma exoneração do cargo púbico.

- PUBLICIDADE -

A decisão da 2º turma do STF pela suspeição de Moro é emblemática para defesa de Lula, que analisa a ação como crucial para descriminalizar o ex-presidente. Em nota oficial, Lula comentou sobre a suspeição. “Esperamos que o julgamento realizado hoje pela Suprema Corte sirva de guia para que todo e qualquer cidadão tenha direito a um julgamento justo, imparcial e independente, tal como é assegurado pela Constituição da República”, escreveu no Twitter.

A ex-presidente do Partido dos Trabalhadores, Dilma Rousseff, também comemorou a decisão, mas afirmou que “o estrago que cometeram é irreparável”. “A decisão histórica dos ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Carmem Lúcia restabelece a verdade, invalida todas as decisões tomadas por Moro e seus subordinados e devolve a Lula a condição de inocente das acusações injustas que sofreu”.

Já o coordenador e procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, que teve suas conversas com Sergio Moro (na época da Operação) divulgadas pelo jornal  The Intercept Brasil, não comemorou a decisão. Segundo ele, “nada apaga a consistência dos fatos e provas dos numerosos casos da Lava Jato, sobre os quais caberá ao Judiciário a última palavra”. Ele, que teve o nome envolvido no processo de parcialidade de Moro, disse que “segue acreditando no trabalho feito [na Lava Jato] e na importância de os brasileiros perseverarem no esforço contra a corrupção e pelas mudanças que querem ver no país.”

Sergio Moro
Comentários (0)
Comentar