Como Maria Marruá morre na novela Pantanal

Mulher que vira onça-pintada na novela Pantanal é assassinada a mando de Muda

A história da família Marruá é cercada de tragédias. Maria (Juliana Paes) e Gil (Enrique Diaz) se mudam para o Pantanal após perderem suas terras e os três filhos no Paraná. Entretanto, o homem acaba sendo assassinado na região pantaneira e sua esposa também tem um destino trágico. Relembre como Maria Marruá morre na novela Pantanal e o que acontece com Juma (Alanis Guillen) depois.

Maria Marruá morre e deixa Juma órfã na novela Pantanal

Maria Marruá, uma das protagonistas da novela Pantanal, terá um final trágico na trama. O desfecho acontece quando ainda moravam na região sul do Brasil, Maria Marruá e Gil se envolveram em uma briga com poderosos fazendeiros locais e perderam suas terras. Em meio ao conflito, o marido da mulher que vira onça cometeu um assassinato, mas também sofreu com a morte dos três filhos do casal.

Maria e Gil então decidem se mudar para a região pantaneira e se instalam nas terras de José Leôncio (Renato Góes/Marcos Palmeira). O casal foi para o Pantanal em busca de paz, mas não conseguem o que queriam – Gil é assinado por grileiros e Maria fica sozinha com Juma.

Com ódio de tudo o que aconteceu com sua família, Maria se isola com Juma em uma casa e se torna uma das mulheres mais temidas da região.

Ao longo da novela, Muda (Bella Campos) chega ao Pantanal e se instala na casa de Maria. A jovem ganha esse apelido por nunca falar nada.

Juma e Maria não sabem que Muda está no local para se vingar da família, isso porque ela é filha do homem assassinado por Gil.

É então que Maria começa a ser perseguida por um atirador, que revela que ele deve matá-la. O personagem dá um tiro na mãe de Juma, que cai morta. É revelado que ele também é filho do homem morto por Gil e irmão de Muda.

Leia também: Por que Juma vira onça? Relembre a protagonista da novela Pantanal

O que acontece com Juma?

Juma foi criada por sua mãe em meio aos animais de Pantanal e tem uma personalidade muito parecida com a de Maria. A garota herda o poder sobrenatural de matriarca, e assim como ela, se transforma em onça-pintada quando se sente ameaçada.

Depois da morte de Maria, Juma fica órfã. Tibério (Guito) vai até a casa da família e constata que a mulher foi executada. Ele conta o fato para José Leôncio e teme que Juma possa ser a próxima vítima dos irmãos, e decide voltar para buscar e proteger a jovem.

Juma vai descobrir que Muda, a jovem que se instalou em sua casa, é responsável pela morte de sua mãe – Maria descobriu que ela era irmã do atirador, mas não teve tempo de contar para a filha. Quando isso acontece, a protagonista fica revoltada e esse é um dos momentos que ela se transforma em onça.

Sozinha no mundo, Juma vai encontrar o amor nos braços de Jove (Jesuíta Barbosa). O rapaz é filho de Zé Leôncio com Madeleine (Bruna Linzmeyer/Karina Teles) e depois de anos afastado do pai, decide ir ao Pantanal para se reaproximar dele.

É quando ele conhece e se apaixona por Juma. Apesar do amor, eles precisam ultrapassar as barreiras sociais e culturais para ficarem juntos, já que ele é um jovem moderno criado na zona Sul do Rio de Janeiro e ela é uma menina selvagem que cresceu no Pantanal.

+ Novela Pantanal: 6 polêmicas do folhetim de 1990

 

Você pode gostar também