Quem foram Ana Raio e Zé Trovão, protagonistas de novela na Manchete

Folhetim estreou nas telinhas em dezembro de 1990 e ficou no ar até outubro de 1991.

A novela “A História de Ana Raio e Zé Trovão” foi ao ar em 1991 na Manchete e substituiu o grande sucesso da emissora até então, Pantanal. Os protagonistas foram vividos por dois atores que integraram o elenco da antecessora, mas afinal, quem foram Ana Raio e Zé Trovão? Personagens ganharam vida nas mãos de Ingra Lyberato e Almir Sater.

Quem foram Ana Raio e Zé Trovão?

Ana Raio e Zé Trovão eram peões de rodeio e foram os principais personagens da trama escrita por Marcos Caruso e Rita Buzzar e dirigida por Jayme Monjardim, também responsável por Pantanal. Eles foram interpretados por Ingra Lyberato e Almir Sater, na época em que a novela foi lançada, a atriz tinha 24 anos de idade e Almir estava com 34 anos.

Na trama, Ana Raio foi estuprada ainda na adolescência, quando tinha 13 anos de idade. O autor do crime foi Canjerê (Nelson Xavier), ex-capataz do pai da moça. O estupro acaba resultando em uma gravidez e Ana Raio dá luz a uma menina, que chama de Maria Lua.

Depois de tudo pelo que passou, Ana Raio volta a viver um pesadelo por causa de Canjerê, que além de assassinar o pai da personagem, rouba sua filha e foge com a menina. Os anos se passam e Ana Raio se torna uma famosa peoa, ela continua em busca de Maria Lua, a quem procura incansavelmente.

Já Zé Trovão era a principal atração da caravana de Dolores Estrada e um peão que despertava a inveja de Daniel, que ansiava por superar o rival. O personagem de Sater foi o par romântico de Ana Raio na novela. Ao conhecer o peão, a jovem se apaixonava pela inteligência, coragem, mas também o lado de Zé Trovão que sabia ser doce com ela.

Quem foram ana raio e zé trovão
Quem foram ana raio e zé trovão? Ingra e almir interpretaram personagens – foto: reprodução/manchete

Carreira de Ingra Lyberato

O papel principal em Ana Raio e Zé Trovão não foi o primeiro trabalho de Ingra Lyberato, mas foi uma de suas novelas mais marcantes e até hoje lembrada. Antes disso, a baiana havia aparecido em Pacto de Sangue (1989), Tieta (1989), O Cantor das Sereias (1990) e o sucesso Pantanal (1990), em que interpretou Madeleine na juventude.

Porém, a primeira experiência de Ingra na frente das câmeras foi aos sete anos de idade, em um filme dirigido por seu pai, Chico Liberato, intitulado Ementário. Antes de se dedicar a carreira de atriz, no final dos anos 80, a baiana já era formada em dança contemporânea.

Depois de viver Ana Raio na novela da Manchete, a atriz ficou alguns anos fora das telinhas e em 1994 retornou como Rosa em Quatro por Quatro. Depois ela atuou em Decadência (1995), Você Decide (1996), A Indomada (1997) e clássico filme O Cangaceiro (1997).

Nos anos seguintes atuou em Dois Córregos (1999), Louca Paixão (1999), Eu Não Conhecia Tururu (2000), 3 Histórias da Bahia (2001), Sonhos Tropicais (2001) e no sucesso O Clone (2001 – 2002), agora em reprise no Vale a Pena Ver de Novo.

A artista soma até o momento uma carreira de mais de 30 anos como atriz, ela também esteve nas novelas Essas Mulheres (2005), Segundo Sol (2018), entre outras. A participação mais recente da famosa em um folhetim foi a versão mais velha da personagem Lia na novela Gênesis, da TV Record, em 2021.

Ingra lyberato hoje
Famosa continua atuando – foto: reprodução/instagram/@ingralyberato

Novelas de Almir Sater

Almir Sater tem uma carreira menos extensa na televisão e cinema, o famoso preferiu se dedicar a música e atuou pouco depois que foi Zé Trovão ao lado de Ingra Lyberato como Ana Raio. Antes desse papel, seu personagem mais famoso havia sido Trindade em Pantanal.

Depois de A História de Ana Raio e Zé Trovão, Almir foi Aparício Rodriguez, conhecido também como Pirilampo, em O Rei do Gado, novela de Benedito Ruy Barbosa que ficou no ar de junho de 1996 a fevereiro de 1997 na TV Globo. Na trama, ele era um andarilho que gostava de cantar e tocar sua viola por onde passava.

Depois, o ator ficou cerca de uma década longe da televisão, até que retornou ao mundo dos folhetins para interpretar Mariano em Bicho do Mato, de 2006 a 2007 na Record.

Agora em 2022, o ator retorna às telinhas como Eugênio no remake de Pantanal. Almir será um chanaleiro que terá a missão de levar os moradores e visitantes ao local.

Almir sater
Ator como zé trovão (à esquerda) e hoje na novela pantanal (à direita) – foto reprodução/manchete/globo

 

Leia também

Elenco Ana raio e Zé Trovão hoje: como estão os atores 3 décadas depois

Você pode gostar também