‘Fui Vazado’: veja como saber se seus dados foram expostos

A plataforma, criada no dia 28 de janeiro, conseguir consultar se determinado CPF foi vazado e outros dados pessoais.

Mais de 220 milhões de CPFs foram vazados, com informações, como nome, data de nascimento, endereço, fotos, renda, valor de INSS, entre outros. Além disso, foram vazados dados de 40 milhões de empresas, contendo CNPJ, razão social, nome fantasia e data de fundação. As informações estão sendo vendidas online na dark web e internet por bitcoins. Um site chamado “Fui Vazado” permite que as pessoas conferirem se seus dados foram vazados e quais informações estão na rede. Como o número de vazamentos é alto, a maior parte dos brasileiros teve seus documentos vazados por criminosos. A polícia federal está investigando o caso.

CPFs vazados

É perigoso ter os dados vazados, pois além do número do CPF, criminosos estão vendendo pacotes com dados como, fotos, endereços, score de crédito, salários. Além de mostrar os benefícios que a pessoa recebe, como Bolsa Família e INSS. A exposição dos dados privados pode fazer com que a pessoa sofra golpes financeiros.

O número total de habitantes no Brasil é de 211,8 milhões, segundo o IBGE. O total de CPFs vazados é maior, pois existem dados de pessoas falecidas na lista.

Como usar o “Fui Vazado”?

Para descobrir se seu CPF está entre os 223 milhões que foram vazados, foi criada uma plataforma chamada “Fui Vazado”, em que você pode conferir se seus dados estão sendo vendidos online.

Para isso, basta acessar o site https://fuivazado.com.br/ e colocar seu CPF e data de nascimento na tela de inicio. Dessa maneira, a plataforma faz uma checagem e informa se seus dados vazaram. Caso tenham vazado, o site faz uma descrição de quais dados estão sendo vendidos na internet.

fui vazado
Foto: Reprodução/Fui Vazado
Leia também

Avião com doses contra covid bate em jumento na Bahia

Quando começa o outono 2021? Veja a data da nova estação

- PUBLICIDADE -

fui vazado

Além disso, existe outra plataforma, em inglês, chamada Have I Been Pwned, na qual você pode consultar se o seu e-mail foi vazado. Se tiver acontecido, a ferramenta te indica a origem do vazamento e como proceder.

Cuidados

Com esses dados, criminosos e hackers podem usar as informações para aplicar golpes financeiros nas pessoas, com cobranças indevidas ou operações de crédito. Por isso, agora é preciso redobrar a atenção para evitar cair nessas armadilhas. Como não se sabe a origem do vazamento, não é possível mover uma ação judicial.

Também é difícil se prevenir, porque, ao que tudo indica, os criminosos tiveram acesso à base de dados de uma ou mais empresas ou instituições. Uma pessoa física raramente vai conseguir se proteger de casos dessa magnitude. O que as pessoas devem fazer neste momento é ficar mais atentos.

Se seus dados foram vazados, veja algumas dicas para evitar cair em golpes:

  • Acompanhe a movimentação do seu cadastro no SPC/Serasa
  • Avise amigos e familiares para que eles fiquem atentos à mensagens que podem estar se passando por você
  • Fique atento à cobranças, além de mensagens ou e-mails pedindo dados pessoais.

Além disso, é possível se proteger no dia a dia, principalmente evitando dar informações pessoas, como CPF ou número de telefone em situações desnecessárias. Sempre procure saber se é importante que aquela instituição, pessoa ou estabelecimento, saiba seus dados, antes de passa-lo.

- PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes