Feirão Virtual da Casa Própria termina neste domingo (29); veja como participar

O Feirão da Casa Própria, organizado pela Abrainc e Cbic, encerra suas negociações de imovéis neste fim de semana. O evento é online.

O Feirão da Casa Própria termina neste domingo (29). Sendo assim, mais de 130 anunciantes do setor imobiliário ofertaram casas e apartamentos em todo o Brasil, desde 20 de novembro. A Caixa Econômica Federal é uma das participantes, com condições especiais de financiamentos.

Dessa forma, a feira de imóveis tem a organização da Associação Brasileira de Incoporadoras Imobiliárias (Abrainc). Mas também, Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic).

Durante o evento IV Painel Cooperativismo Financeiro em 25 de novembro , o presidente da Cbic, José Carlos Martins, declarou a necessidade da venda de imóveis se tonar cada vez mais virtual.   “A venda digital passou a ser uma realidade no dia a dia das empresas. Quando abrimos nossos números, percebemos o ganho de share das empresas mais estruturadas em relação às que não acreditaram que poderiam vender para o seu cliente de forma digital”, disse Martins.

Isso porque, apesar dos impactos causados pela pandemia de covid-19, o setor de imóveis apresentou crescimento. O Brasil registrou um aumento de 8,4% nas vendas de imóveis novos, principalmente apartamentos entre janeiro e setembro de 2020, em comparação ao mesmo período que o ano passado.

Os dados são do estudo Indicadores Imobiliários Nacionais do 3º trimestre de 2020, com a relização da Cbic em parceria com o Senai Nacional e a Brain Inteligência Estratégica.

 

Como participar do Feirão da Casa Própria?

O público-alvo do Feirão Virtual da Casa Própria são compradores de baixa renda que procurar o primeiro imóvel próprio. Sendo assim, para quem deseja morar ou investir em casas ou apartamentos. Vale lembrar que o feirão também oferece residências para aluguéis.

Sendo assim, interessados de todo o Brasil podem participar do evento. Por conta da feira ser online, os clientes conseguem economizar ainda mais, já que antes de tomar a decisão será possível pesquisar imóveis mais que cumprem com suas necessidades.

Dessa forma, os imóveis à venda têm valores entre R$ 100 mil e R$ 1,5 milhão. Contudo, a maioria dos imóveis estão nas regiões Sudeste, principalmente São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Minas Gerais (MG). Mas também, nas capitais de Teresina (PI), Palmas (TO) e Macapá (AP). Ao todo, 130 construtoras participam do evento, inclusive a Caixa Econômica Federal.

 

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.