Real tem o pior desempenho entre 30 moedas em 2020; diz FGV

A moeda brasileira ficou atrás da lira turca e doo rublo russo, bem como do peso mexicano e chileno

No ano de 2020, o real apresentou o pior desempenho entre 30 moedas. Ficando atrás da lira turca e do rublo russo, bem como do peso mexicano e chileno. O dado faz parte de um ranking da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que considera as variações até o mês de novembro.

Entre as moedas com melhor desempenho no ano estão a coroa sueca, coroa dinamarquesa, franco suíço e o euro.

O real em relação ao dólar

No período de janeiro a novembro, a alta do dólar em relação à moeda brasileira chegou a cerca de 35%. A taxa Selic em patamar baixo, a instabilidade política e a elevação da dívida pública são motivos que podem ajudar a explicar esse resultado. Fatores que foram potencializados pela pandemia da Covid-19.

No primeiro mês do ano, o dólar valia R$ 4,0232. Já em maio a moeda norte-americana passou a valer R$ 5,9007, alcançando seu recorde nominal, ou seja, sem considerar a inflação.

Partindo para o segundo semestre de 2020, o dólar registou alta em 28 de outubro, chegando a R$ 5,79. O que representa o maior valor desde maio. A pesquisa da FGV apontou que essa alta se deu em razão da ocorrência da segunda onda de Covid-19 na Europa. Bem como por conta do fechamento de comércios na França e na Alemanha.

Dólar caiu em novembro

Já no mês de novembro, o dólar passou a cair e chegou a ser vendido a R$ 5,33. Esse movimento ocorreu após as eleições dos Estados Unidos, com vitória do democrata Joe Biden. Assim como, em meio aos anúncios de produção de vacina contra Covid-19.

Por fim, no atual mês de dezembro a moeda dos EUA está com oscilações no Brasil. Variando de R$ 5 a R$ 5,11, em meio a um receio sobre o risco fiscal do país.

Com informações de G1

 

Leia também:

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.