Análise de coloração pessoal: dicas para combinar cores sem erro

Já observou que algumas roupas de deixam com um visual mais “apagado”? E que outras parecem fazer com que fique mais iluminado e mais vivo? Isso tem a ver com a escolha certa das cores. E, para saber quais as que mais favorecem, muita gente tem buscado a análise de coloração pessoal. 

Com esta análise é possível descobrir primordialmente quais são as cores que mais favorecem o seu tom de pele. O objetivo é sempre ressaltar o que cada uma tem de melhor. A escolha certa das cores pode ajudar até mesmo a suavizar manchas e marcas, deixando os traços mais equilibrados. 

Imagem: Demais Estilo (Reprodução / Pinterest)

Como é feita a análise de coloração pessoal 

O primeiro passo é entender se o tom de pele é quente ou frio. Uma forma simples de saber é observar quais acessórios ficam melhores. Quem combina mais com os dourados possivelmente tem pele quente. Quem combina mais com prateados, pele fria. Há, ainda, as peles com tom neutro, que é quando nem o frio nem o quente se sobressaem. 

Embora possa parecer simples, a análise de coloração pessoal é um trabalho complexo e, por isso, deve ser feito sempre por consultores de moda, que são os profissionais capacitados para isso. Além de indicar as cores, saberá dar dicas práticas para fazer as melhores combinações.  

Paletas de cores 

- PUBLICIDADE -

A partir desta primeira análise da pele, o profissional irá buscar a paleta de cores com os tons mais adequados para cada pessoa. Inicialmente as cores são divididas em quatro paletas básicas, relacionadas às estações do ano. 

  • Primavera: cores claras, brilhantes, alegres e luminosas.  
  • Verão: cores suaves, acinzentadas e sutis.  
  • Outono: cores quentes, profundas e terrosas. 
  • Inverno: cores puras, intensas e dramáticas. 

Cada uma das estações é dividida, ainda, em outros três subgrupos de cores: suave, vivo e quente. Assim, há, no total, 12 paletas de cores diferentes: 

  • Primavera quente
  • Verão quente 
  • Outono quente 
  • Inverno quente 
  • Primavera viva
  • Verão vivo
  • Outono vivo 
  • Inverno vivo 
  • Primavera suave 
  • Verão suave 
  • Outono suave 
  • Inverno suave
Imagem: Chez Biessa (Reprodução / Pinterest)

Além do tom de pele, a análise de coloração pessoal leva em consideração também algumas características como a cor dos olhos e dos cabelos. Assim, uma pessoa que tem a pele na mesma tonalidade, mas um olho mais claro e/ou um cabelo mais escuro, possivelmente terá outra paleta de cores. 

Isso explica porque peças que parecem lindas na vitrine – ou em outras pessoas – podem não ficar tão bonitas quando colocadas no corpo. 

Vantagens da análise de coloração pessoal 

Tudo isso mostra que uma determinada cor pode valorizar ainda mais sua beleza. Ou desvalorizar. E, mais que isso, fazer uma análise de coloração pessoal ajuda na hora das compras. Conhecendo a sua paleta de cores, fica mais fácil escolher as peças certas. 

Um look escolhido com as cores que favorecem tem várias vantagens, como: 

  • Pele aparentemente mais uniforme. 
  • Traços do rosto mais harmônicos. 
  • Manchas e marcas menos evidentes. 
  • Olheiras mais suaves. 
  • Fisionomia mais iluminada. 

- PUBLICIDADE -

Além de ser útil ao escolher as roupas, saber as cores ideais também ajuda muito a acertar o tom na hora da maquiagem. 

Como combinar as cores certas? 

Depois de fazer uma análise de coloração pessoal e descobrir qual a paleta de cores ideal, é hora de saber como colocar isso em prática. Ou seja, como escolher cada peça e fazer as melhores combinações. 

Para isso a dica é ter em mãos o círculo cromático. Assim fica mais fácil verificar as cores que ficam bem em você.  

Há basicamente quatro tipos de combinação: 

Cores análogas

Ficam lado a lado no círculo. É a melhor escolha para um efeito mais vivo, um visual que transmita mais energia. Pode ser uma boa escolha para a balada ou para um encontro amoroso. 

- PUBLICIDADE -

Imagem: Box Fashion (Reprodução / Pinterest)

Cores complementares

Ficam do lado oposto à cor escolhida. Esta combinação passa uma impressão de mais tranquilidade e de simpatia. Ótima para entrevistas de trabalho e outras situações profissionais. 

Imagem: Polli Avelar (Reprodução / Pinterest)

Tríade

É a escolha de três cores que possuem a mesma distância entre si no círculo cromático. Basta escolher uma cor e traçar um triângulo para ver as outras duas. É ideal para um look mais descontraído. 

Imagem: Like Tok Now (Reprodução / Pinterest)

Monocromática:

É só usar peças da mesma cor ou de diferentes tonalidades dentro da mesma cor. É um tipo de combinação mais simples, mas que pode ficar muito elegante dependendo da escolha. 

Imagem: Coisas de Teteias (Reprodução / Pinterest)

Vale lembrar que ninguém precisa gostar de todas as cores da sua paleta. É natural ter alguns tons que agradem mais e outros menos. A cartela ajuda apenas indicar as que valorizam mais, mas a escolha das combinações vai ser sempre pessoal. 

E tudo isso é um processo de se conhecer e testar o que funciona e o que agrada. Com a prática cada um irá encontrar o melhor caminho. A análise de coloração pessoal é apenas um guia para entender como valorizar a beleza natural, mas sem deixar de lado o estilo de cada pessoa ao se vestir! 

  

Comentários (0)
Comentar