Armário cápsula: saiba como montar seu guarda-roupa minimalista

De que adianta dezenas de roupas se você nunca tem o que vestir? Conheça o armário-cápsula e saiba como criar o seu (e ainda economizar)

O conceito de armário cápsula está intimamente ligado a moda sustentável, com a aposta em um guarda-roupa prático e enxuto que só gera economia no bolso. Na teoria, investir em um closet minimalista parece tarefa fácil, ainda mais neste momento de pandemia (e de repensar os hábitos de consumo). Entretanto, na prática, essa forma de “desapego” vai além de se desfazer das peças que você usa pouco ou não servem mais.

De acordo com pesquisa realizada em 2018 pelo e-commerce ThredUp, as mulheres utilizam apenas entre 20 e 30% das peças disponíveis no guarda-roupa. E ainda assim continuam com a sensação de olhar todos os dias para o armário e não ter o que vestir. É ai que entra o armário-cápsula: a ideia de um closet versátil, que prioriza peças atemporais e fáceis de coordenar entre si.

O que é um armário cápsula?

Em resumo, armário cápsula é um guarda-roupa compacto com peças de qualidade que rendem inúmeras possibilidades de combinações.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Esta definição surgiu em 1970 com a estilista Susie Faux, que teve a ideia de criar um guarda-roupa enxuto, composto por poucos itens que fossem essenciais e atemporais. Entretanto, somente na década de 80 que estas referências chegaram às coleções de moda, quando a Donna Karan lançou uma linha de apenas sete peças que se complementavam na produção de novos looks.

“O momento do desapego é o mais difícil para as clientes: muito menos pelo prenúncio da mudança e sim pelo fato de se deparar com espaços vazios no armário. A quantidade de peças, para muitas, traz uma validação do status, do sucesso ou mesmo de uma posição social recentemente alcançada”, reflete a consultora de imagem Gaby Beraldo.

Armário cápsula e o minimalismo

Com a premissa de que menos é mais, o armário-cápsula não só incentiva o consumo sustentável como também traduz o estilo minimalista. Especialmente em peças básicas, com cortes simples e elegantes ao mesmo tempo. A conta é simples: com menos peças, cada uma será usada mais vezes. E, com isso, haverá menos resíduos têxteis no lixo ou meio ambiente. Assim, faz todo sentido investir em roupas com tecidos nobres e modelagens que apresentam maior durabilidade.

Foto: Priscilla Du Preez/Unsplash

Quais as vantagens do armário cápsula?

Um closet enxuto traz algumas vantagens que vão além da facilidade de escolher a produção do dia a dia. Entre os benefícios do armário-cápsula, está o aproveitamento integral de roupas que você já tem. Com a limitação no número de peças é possível visualizar melhor as opções e pensar em combinações diferentes para cada roupa e acessório.

Isso sem contar que as peças que você não usa mais. Estas roupas e acessórios retiradas do guarda-roupa poderão ser vendidas em brechó ou trocadas em sites especializados. Dessa forma, além da economia ainda é possível ganhar dinheiro com a adaptação do closet para o armário-cápsula.

Como montar um armário cápsula?

Para começar a montar um armário-cápsula é importante analisar o que você têm no guarda-roupa e o que você mais usa no dia a dia. Tudo isso considerando as diferentes tarefas e ocasiões da sua rotina, incluindo os finais de semana. Sempre respeitando o estilo e personalidade.

“A dica é apostar em tons sóbrios e modelagens tradicionais, facilitando na hora de compor o look. Além disso, a teoria do armário cápsula estabelece um limite de 30 peças, incluindo roupas, acessórios e sapatos”, conta Christopher Li, fundador da marca de moda sustentável NATTZ.

Dessa maneira, responder algumas perguntas pode ajudar nesse processo. Tais como:

  • Quais peças de baixo eu mais uso? E as peças de cima?
  • E as combinações eu consigo fazer com essas peças?
  • Elas funcionam para ambientes formais e informais?
  • Quais cores eu mais utilizei durante a última semana?

Armário cápsula: número de peças de roupa

Fora do Brasil, geralmente um armário-cápsula traz roupas e acessórios de acordo com as estações do ano. E, eventualmente, com uma média de 30 peças para cada uma delas. O ideal é pensar em um número enxuto, mas confortável, com peças de roupa que harmonizem uma com as outras.

Por exemplo: uma mulher que trabalha cinco dias por semana em um escritório pode mesclar, no mínimo, 21 peças para uso diário e outras 9 para trabalho. Desta forma, um bom armário-cápsula para a meia-estação seria:

Roupas dia a dia (21 itens)
10 blusas
3 jaquetas ou cardigã mais leve
3 calças
2 saias ou shorts
2 sapatos
1 lenço

Peças para o trabalho (9 peças)
2 calças ou saias de trabalho
5 camisas
1 blazer
1 sapato

Contudo, não é preciso se preocupar em incluir no armário cápsula itens básicos como bolsas, acessórios, meias, roupas íntimas, pijamas e peças para a academia. Entretanto, se você costuma usar legging também no dia a dia, desta forma, entra nesta versão de closet como uma das calças escolhidas.

armário-cápsula
Foto: chuttersnap/ Unsplash

Quais roupas precisa ter para ser minimalista?

Os especialistas da TROC afirmam, ainda, que na hora de escolher as peças, a dica é investir em mais blusas, afinal, os tops ficam perto do rosto e tendem a chamar mais atenção. Por isso, o ideal é ter pelo menos três itens de cima para cada peça de baixo.

Antes de começar a limar as roupas do closet, é importante conhecer seu o estilo pessoal e saber o que mais gosta de usar. Da mesma forma, as definições de cores e padronagens: tons neutros nunca saem de moda e combinam com tudo, assim como as estampas clássicas, como listras e bolinhas.

“Porque estas peças vão trazer versatilidade para o seu guarda-roupa, vão otimizar o que você já tem, seja qual for a estação e nunca vão sair de moda”, esclarece Gaby Beraldo. “Não importa a cor, desde que ela faça sentido no seu armário e na sua vida: ou seja, você vai usá-la várias vezes, em diferentes ocasiões”, completa.

Peças essenciais no armário-cápsula

É importante lembrar que o armário cápsula de cada pessoa será diferente, dependendo do estilo de vida, tipo de trabalho e lugares onde circula mais. Contudo, algumas peças atemporais e devem ser incorporadas independente do estilo. Entre elas, não podem faltar:

Calça de alfaiataria       

armário cápsula
Reprodução/Pinterest

Assim, uma calça com corte de alfaiataria pode ser usada tanto no trabalho quanto em momentos de lazer com uma t-shirt e rasteirinha nos pés.

Saia versátil

Reprodução/Pinterest

Da mesma forma, a saia midi agrega tendência e praticidade em uma única peça. Mas, se esta versão não combina com seu estilo, outros modelos como a saia lápis ou a plissada também cumprem esse papel no armário cápsula.

Jeans

armário cápsula
Reprodução/Pinterest

Igualmente, um, dois ou até três pares de jeans são essenciais em um closet compacto porque permitem diversas combinações o tempo todo. Assim, a dica é eleger tons mais escuros e sem muitos detalhes para coordenar melhor com o maior número possível de peças.

Vestido curinga

Reprodução/Pinterest

Antes de mais nada, nem todo mundo adora vestidos. Mas, em um armário cápsula traz pelo menos um na lista de essenciais. Para eventos ou ocasiões especiais, um vestido preto, com linhas simples ou com modelagem básica pode salvar o dia e tornar a escolha da roupa bem menos estressante.

Blazer sóbrio

Reprodução/Pinterest

Um blazer estruturado resolve não só aquele look profissional como também em produções despretensiosas naqueles dias que não faz nem frio, nem calor.

Camisa branca

Reprodução/Pinterest

Eventualmente, a camisa branca de botões é o clássico dos clássicos. Rende infinitas combinações, com shortinho, jeans, saia lápis e até sobreposições estilosas.

Sobretudo quentinho

Reprodução/Pinterest

Mesmo em um pais de clima quente com o Brasil tem suas quedas bruscas de temperatura em alguns meses do ano. certamente, um sobretudo quentinho em tons terrosos, preto ou azul marinho é peça essencial para todo inverno.

Tênis branco

Reprodução/Pinterest

Ele vai com absolutamente tudo e está em alta para a produção daquele visual confortável, seja com saia, vestido ou calça.

Cardigã

Reprodução/Pinterest

Da mesma forma, um cardigã leve, com textura, gola careca ou decote em V quebra o galho no dia a dia. E nunca sai de moda.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes