Datafolha 1º turno: Lula tem 21 pontos a frente de Bolsonaro

Pesquisa do Datafolha divulgada nesta quinta-feira (26) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra a intenção de voto para a eleição 2022

Eleição 2022 – pesquisa do instituto Datafolha, divulgada nesta quinta-feira, 26, mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) liderando a corrida presidencial com 48% das intenções de voto. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo lugar com 27%, enquanto Ciro Gomes (PDT) surge como terceiro colocado com 7%.

Sendo assim, Lula tem 21 pontos percentuais de vantagem sobre Bolsonaro (PL).

De acordo com a publicação, outros pré-candidatos atingiram no máximo 2%. Votos brancos ou nulos somam 7%, e 4% dos eleitores responderam não saber em quem votar. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.


Pesquisa Datafolha 1º turno – Eleição 2022

Pesquisa estimulada de intenções de voto – Datafolha 1º turno

  1. Lula (PT): 48%
  2. Jair Bolsonaro (PL): 27%
  3. Ciro Gomes (PDT): 7%
  4. André Janones (Avante): 2%
  5. Simone Tebet (MDB): 2%
  6. Pablo Marçal (Pros): 1%
  7. Vera Lúcia (PSTU): 1%
  8. Em branco/nulo/nenhum: 7%
  9. Não sabe: 4%

Para a pesquisa, foram apresentados como pré-candidatos: Lula (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), André Janones (Avante), Simone Tebet (MDB), Luciano Bivar (União Brasil), Felipe D’Ávila (Novo), Eymael (DC), Pablo Marçal (Pros), General Santos Cruz (Podemos), Leonardo Péricles (UP), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU).

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores acima dos 16 anos em 181 cidades de todo o país.  O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-05166/2022.


Levando em consideração a pesquisa do Datafolha de votos válidos no primeiro turno, onde são excluídos os votos brancos e nulo, Lula venceria Bolsonaro no primeiro turno se a disputa fosse hoje. Neste cenário, o pestista tem 54% das intenções de votos contra 30% do atual presidente.

Leia também

Trabalhar nas eleições 2022: como ser mesário e benefícios

Pode votar sem biometria em 2022?

Você pode gostar também