Saiba como assistir a CPI da Covid-19 ao vivo

Sessões são transmitidas pelo YouTube e pela TV Senado, e podem ser acompanhadas gratuitamente pela internet

Nas últimas semanas, integrantes do governo, especialistas em saúde e líderes de empresas farmacêuticas foram convocados para prestar depoimento na CPI da Covid. A comissão tem o objetivo de investigar possíveis fraudes, omissões e superfaturamentos durante o combate da pandemia no Brasil. Veja como assistir gratuitamente a CPI da Covid ao vivo.

Como assistir a CPI da Covid ao vivo?

As sessões no Senado federal ocorrem às terças, quartas e quintas, a partir das 9h (horário de Brasília). É possível assistir ao vivo e de graça no canal do YouTube da TV Senado.

Na televisão, a CPI da Covid é transmitida no canal da TV Senado – no site oficial, há uma lista de como sintonizar a rede de acordo com a região ou a operadora de televisão por assinatura. Também são exibidos trechos das sessões na GloboNews, CNN Brasil e BandNews.

Já foram ouvidos nomes como Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, ex-ministros da Saúde; Marcelo Queiroga, o atual ministro da Saúde; Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan; Fabio Wajngarten, secretário da Secretaria Especial de Comunicação Social; Carlos Murillo, presidente da Pfizer na América Latina; entre outros.

Veja a agenda das próximas sessões em junho:

Terça-feira – 8/6: Nísia Trindade Lima, presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz);

Quarta-feira – 9/6: Elcio Franco, ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde;

Quinta-feira – 10/6: Markinhos Show, ex-assessor do Ministério da Saúde;

Sexta-feira – 12/6: Cláudio Maierovitch, médico sanitarista, e Nathália Pasternak, microbiolgoista e pesquisadora da USP;

Terça-feira – 15/6: Marcellus Campêlo, secretário de Saúde do Amazonas;

Quarta-feira 16/6: Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro;

Quinta-feira 17/6: Carlos Wizard, empresário;

Terça-feira 22/6: Filipe Martins, assessor da Presidência da República;

Quarta-feira 23/6: Representante do Instituto Gamaleya (desenvolvedor da vacina russa Sputnik V);

Quinta-feira 24/6: Jurema Werneck, representante do Movimento Alerta;

Terça-feira 29/6: Wilson Lima, governador do Amazonas;

Quarta-feira 30/6: Helder Barbalho, governador do Pará.

 

Veja também:

Pode beber depois da vacina da Covid?

VÍDEO: Marcelo Adnet narra CPI e viraliza com deboche

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes