Conta de luz vai influenciar sua capacidade de tomar novos empréstimos

A associação de distribuidores de energia elétrica, Abradee, vai entrar no cadastro positivo. Dessa forma seu histórico de pagamentos das contas de luz passará a ser usados na análise de concessão de empréstimos e produtos financeiros

Seu histórico de adimplência no pagamento das conta de luz vai facilitar seu acesso a empréstimos e a produtos financeiros. Ao menos, essa é a intenção do acordo entre a Associação de Distribuidores de Energia Elétrica, Abradee, e a Associação Nacional dos Bureaus de Crédito, ANBC, que devem assinar no dia 18 de agosto, um acordo para que o histórico de pagamentos das faturas entre no cadastro positivo.

Saiba o que é o cadastro positivo

O cadastro positivo entrou em vigor em janeiro de 2020, considerando apenas informações do sistema bancário. Em seguida, as companhias de telefonia aderiram em julho de 2020. Agora chegou a vez das contas de luz serem incorporadas ao processo de análise de crédito. O Banco Central autorizou quatro birôs de crédito a operarem com o cadastro: Boa Vista Serviços, Quod Gestora de Inteligência de Crédito, Serasa e SPC Brasil/Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

 

Seu histórico de bom pagador de contas de luz aumentará seu score de crédito

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Com os dados bancários e de adimplência nas contas de telefonia e energia elétrica, a avaliação de risco de crédito é aprimorada e, em tese, deve possibilitar taxas de juros mais adequadas e potencialmente menores. O score de crédito calculado pelos birôs, que definem uma nota de crédito para as pessoas e sugere se a mesma é boa ou má pagadora. Essa informação será considerada pelas empresas no processo de concessão de empréstimos ou de oferta de produtos financeiros. Bons pagadores devem conseguir empréstimos a juros menores em comparação aos classificados como maus pagadores.

Vale ressaltar, que o compartilhamento de informações é restrito ao tema crédito, conforme a regulação do Banco Central. Nenhum outro tipo de informação pessoal pode ser compartilhado ou usado. Dessa forma, dados específicos sobre produtos e serviços comprados, em qual local, sob qual circunstâncias, não podem de forma alguma serem divulgados.

Uma nova expectativa de crédito para milhões de consumidores

A expectativa é que a inclusão da conta de luz no cadastro positivo beneficia milhões de consumidores, especialmente os desbancarizados. Dados recentes da Agencia Nacional de Energia Elétrica, ANEEL, aponta mais de 73 milhões de unidades consumidoras residenciais em todo o país. Muitos desses consumidores possuem luz elétrica em suas residenciais, mas não possuem conta bancária. Dessa forma, esses consumidores passarão a ter mais opções no momento de pedir crédito aos bancos e instituições financeiras, uma vez que seu score de crédito será potencialmente aumentado.

Para aqueles que estão com orçamentos apertados, outra opção interessante relacionada ao tema de energia elétrica é a adoção da energia solar. Atualmente, existem opções de energia solar por assinatura, que possibilitam a adesão à fazendas solares, a redução da conta de luz, sem a necessidade de investimentos. Empresas como a SUNWISE, especializada em energia solar compartilhada, oferece energia solar por assinatura para residências, comércios e industrias no estado de Minas Gerais. As economias geradas podem ajudá-lo a quitar dívidas anteriores e melhorar seu score de crédito.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes