Zé Leôncio encontra o Velho do Rio: como foi momento em 1990

Zé Leôncio passou a vida em busca da verdade sobre o que aconteceu com o pai.

Após o desaparecimento de seu pai Joventino, Zé Leôncio passou a vida inteira em busca de respostas. Demora muito, mas Zé Leôncio encontra o Velho do Rio e consegue a certeza se ele é realmente seu desaparecido pai, como muitos dizem. Após o momento cara a cara da entidade e do fazendeiro que acontece no final da novela, o folhetim guarda mais uma surpresa: o guardião que vira sucuri deixa seu posto e é substituído.

+Quem era o Velho do Rio na novela Pantanal antiga?

Zé Leôncio encontra o Velho do Rio na novela Pantanal?


Zé Leôncio encontra o Velho do Rio finalmente no final do folhetim. Na versão original da novela, de 1990, o momento só aconteceu no último capítulo da trama. Nas cenas finais da obra de Benedito Ruy Barbosa, Zé Leôncio sofre um infarto e morre. Pouco depois, seu espírito vai de encontro ao Velho e Zé Leôncio percebe que ele é realmente Joventino.

Os dois conversam um pouco e Zé Leôncio repreende o pai. Primeiro, Zé Leôncio questiona o motivo que levou o Velho a nunca aparecer para ele durante todos esses anos. Depois, o fazendeiro briga com o patriarca, por ter saído sozinho atrás do marruá anos atrás, o que lhe custou a vida.

O guardião justifica que destino é destino e não há o que lamentar. Sobre nunca aparecer para o filho, o Velho do Rio explica que o herdeiro nunca acreditou nas histórias sobre Joventino ser a entidade, o que impediu que o encontro dos dois acontecesse mais cedo.


E o momento em que pai e filho matam a saudade não dura muito. Depois que Zé Leôncio encontra o Velho do Rio no final da novela, o guardião avisa que está cansado e que pretende passar o bastão para frente. “Nossas histórias não terminam aqui, nem dos seus filhos, seus netos. Tem que cuidar deles, como eu cuidei de você. Chegou a minha hora de descansar. Cuida bem da tua comitiva”, diz o guardião.

Em seguida, Joventino se despede, vai até o rio e então desaparece. Seus pertences aparecem nas mãos de Zé Leôncio e ele se torna o novo Velho do Rio. No desfecho da trama, a entidade aparece para os netos, Maria Marruá Leôncio e Alterinho, mas não se mostra para Filó, que não acredita que a entidade é seu finado amado.

Encontro
Zé encontra o velho do rio e assume lugar do guardião – foto: reprodução/manchete

Com quem fica a sela de prata que foi de Joventino, o Velho do Rio

A disputada sela de Joventino fica com Tadeu no final da novela. O momento em que o filho de Filó recebe o presente acontece alguns capítulos antes da cena em que Zé Leôncio encontra o Velho do Rio após sua morte e assume o lugar da entidade.

O rapaz não derrota os irmãos em uma competição. Jove e Zé Lucas decidem desistir da disputa, ao acreditarem que Tadeu é quem merece ficar com a sela de preta. Após uma conversa entre Zé Leôncio e os filhos, Tadeu ganha a permissão de chamar a sela de sua.


E para quem não sabe, Tadeu nem é filho de sangue de Zé Leôncio. Porém, o rapaz é considerado tanto quantos os outros herdeiros do fazendeiro. Depois que a revelação sobre quem é o verdadeiro pai de Tadeu vem a tona, o peão não deixa a família do pecuarista e continua entre os filhos de Zé.

Zé Leôncio dá início a uma competição entre os filhos que não se concretiza:

Leia também

Maria Bruaca Pantanal 1990 final: relembre desfecho

Rose Abdallah atriz em Pantanal: como está a Miriam da 1ª versão

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.