Excursão suicida: a história mais macabra de um time brasileiro

Conheça a macabra história de uma excursão de um time brasileiro em meio a segunda guerra mundial.

A excursão suicida foi realizada para arrecadar fundos e todos aqueles que amam futebol, sabem o que um jogador raiz é capaz de fazer para alavancar seu time. Porém, o time do Santa Cruz, realmente colocou qualquer senso de proteção no bolso e enfrentou uma jornada em direção aos braços da morte.

Chamada de excursão suicida, a trajetória do time, foi marcada por uma trama em meio a segunda guerra mundial. Sendo que, de todas as ideias ruins que o time poderia ter, essa sem dúvida foi a pior.

O time de Santa Cruz ficou, aproximadamente, quatro meses longe do Recife, a terra natal. Nesse período o time disputou muitas partidas. A princípio, principalmente para arrecadar dinheiro para o elenco.

Lembrando que, naquela época, os atletas não tinham a valorização de hoje, por isso o time estava, literalmente, “vendendo o almoço para pagar o jantar”.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Leia também: Hugo Neneca: quem é o goleiro do Flamengo que virou xodó da torcida

 

As partidas da excursão foram em meio a ameaças por conta da segunda guerra mundial

 

Em meio às partidas, que ocorriam durante a Segunda Guerra Mundial, o time teve que aguardar liberações brasileiras para seguir viagem. Afinal, estavam sobre ameaça do ditador alemão Hitler.

Assim, a viagem toda (que aconteceu de navio)  tinha que ser feita na caladinha e com os jogadores e marinheiros no absoluto escuro, para não chamar atenção dos inimigos. De modo que eles também dormiam em locais específicos, com medo de possíveis ataques.

Isso porque a navegação chegou a ser suspensa no Brasil. Era uma medida de segurança contra possíveis ataques a mando do ditador nazista Hitler.

Quando questionado em entrevista há muitos anos atrás, os jogadores (como Guaberinha) afirmaram que sim, eles choravam com medo de noite.

Tudo então se tornou uma trajetória heróica que marcou, sim, o time, mas de forma trágica e ao mesmo tempo heroica. Todavia, nunca será esquecida pelos torcedores do time.

 

Leia também: Jogadores acusados de crimes formam uma grande lista, confira

Excursão suicida do Santa Cruz
Excursão suicida do Santa Cruz Reprodução do globoesporte.com

Quando tudo começou a dar errado e os problemas vieram na excursão suicida

O time começou, mesmo que sobre altos e baixos, ganhando as partidas, o que de certa forma deu o animo que os jogadores precisavam para seguir em frente. Logo, confiantes eles abraçaram o perigo e continuaram com foco em um só objetivo, elevar a equipe.

E tudo realmente parecia ser um plano que daria certo, mas o destino jogou contra, e os eventos macabros começaram. Dessa maneira, marcado o time com cicatrizes que não serão apagadas tão cedo.

O pesadelo começou de uma forma inesperada, mesmo após ameaças alemãs e muitos acreditando que o risco maior viria da guerra, na verdade a direção da tragédia tomou outro rumo. Ao passo que, a febre tifoide, foi a causadora da morte de dois grandes jogadores.

Muito abalados após a primeira morte, os jogadores ainda buscaram forças para mais uma partida e dar sequência a excursão. Contudo, a verba que seria usada para pagar o enterro do companheiro e as despensas com a morte não vieram.

Depois de mais uma perda o Santa Cruz resolve voltar

Em meio a partida, ainda de luto, eles descobriram que outro companheiro de equipe falecerá. Sendo esse, a segunda morte.  De acordo com, os próprios jogadores, não havia mais forças no Santa Cruz, o time estava arrasado.

Eles resolverão então voltar para casa e acabar com a excursão, mas no caminho ainda tiveram que passar por mais uma aventura! Igualmente, a viagem de ida que foi em primeira classe, eles preferiram trocar as mesmas, por uma inferior de terceira classe.

Assim, eles viajaram com nada menos que 32 ladroes que estavam sendo transferidos para uma penitenciaria. A princípio, eles contam que as taças e pertences do time foram trancados. Porém, após a tensão inicial, a relatos que eles chegaram a fazer amizade com os ladrões. Portanto, assim acabou a excursão suicida do Santa Cruz, inesquecível na história do time.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes