Com Luxemburgo demitido, quem vai ser o novo técnico do Cruzeiro?

Equipe mineira vai buscar no mercado novas opções para assumir comando da equipe em 2022

Sob nova direção, o Cruzeiro realiza mudanças para a nova temporada na Série B do Brasileirão. Depois da compra de Ronaldo, o novo passo para a mudança da diretoria foi a demissão de Vanderlei Luxemburgo, obrigando o clube a buscar um novo técnico para o ano que vem. Confira os principais nomes e quem pode assumir o comando técnico.

Com Luxemburgo demitido, Cruzeiro busca novo técnico

Desde a mudança para SAF e a compra do clube por Ronaldo Fenômeno, o Cruzeiro vem tomando novos rumos para a temporada seguinte. O primeiro passo foi a demissão de Luxemburgo e a atual comissão técnica, responsáveis pela permanência da Raposa na segunda divisão.

Em sua terceira passagem pelo clube, Luxemburgo fez 23 partidas com oito vitórias, onze empates e quatro derrotas, com aproveitamento de quase 51%.

Confira o comunicado do Cruzeiro disponibilizado através do seu perfil oficial:

 

“Desde a instauração de auditoria interna, o Comitê de Transição analisa todas as operações, procedimentos e contratos vigentes a fim de desenvolver uma gestão eficiente da SAF Cruzeiro. Para adequar as contas à realidade orçamentária do clube, a diretoria foi orientada a não renovar com a atual comissão técnica. A nova equipe será anunciada nos próximos dias. Em paralelo, outros desligamentos no departamento de futebol estão em curso.

O Cruzeiro agradece imensamente a todos os profissionais pelos serviços prestados”.

Lisca novo técnico do Cruzeiro?

Existe uma grande possibilidade de Lisca assumir o comando técnico do Cruzeiro em 2022. Com vasta experiência no futebol brasileiro e principalmente com equipes da Série B do Brasileirão, o comandante de 49 anos aparece na lista dos favoritos.

Lisca está sem clube desde setembro, quando entregou o seu cargo à diretoria do Vasco. Naquele momento, o clube disputava o retorno para a Série A, mas não conseguiu mostrar efetivos resultados. Agora, o treinador pode estrear sob o comando da Raposa.

Em seu currículo tem passagens por Náutico, Sampaio Corrêa, Ceará, Internacional, Paraná, Guarani, Criciúma, América-MG e por fim o Vasco, onde teve 12 partidas com quatro vitórias, um empate e sete derrotas.

Novo técnico do cruzeiro
Lisca pode assumir o cruzeiro. Foto: reprodução / youtube tv coelho

Dorival Júnior pode ser o novo técnico do Cruzeiro

Sem trabalho desde agosto de 2019, quando deixou o Athletico Paranaense por complicações em sua saúde, Dorival também é outro nome que pode pintar no Cruzeiro em 2022.

O comandante de 59 anos é um dos mais experientes no Brasil, com passagens por mais de 10 clubes no país em diferentes estados. Ele já treinou Fortaleza, Criciúma, Juventude, Sport, São Caetano, Avaí, Coritiba, Vasco, Santos, Atlético-MG, Internacional, Flamengo, São Paulo, Fluminense, Palmeiras e Athletico-PR.

Dorival já treinou o Cruzeiro em 2007, onde entrou em maio e saiu no fim do ano.

Novo técnico do cruzeiro
Dorival junior pode assumir o cruzeiro. Foto: reprodução / alexandre vidal / crf

Roger Machado está livre no mercado

Roger pode não ser o favorito da torcida, mas tem experiência e vem mostrando cada vez mais um trabalho robusto e muito diferente aos demais no país.

Aos 46 anos, Roger foi desligado do Fluminense em agosto depois de não mostrar bons resultados para a Diretoria em campo. Entretanto, a demissão dele gerou polêmica entre os torcedores e até nos bastidores, onde muitos não concordaram.

Em seu currículo, constam trabalhos no Grêmio, Juventude, Novo Hamburgo, Atlético-MG, Palmeiras, Bahia e por fim o Fluminense em 2021.

Novo técnico do cruzeiro
Roger está sem clube neste momento. Foto: reprodução / mailson santana/ffc

Fernando Diniz está sem clube

Após uma passagem discreta e sem muito brilho no Vasco pela Série B, o comandante deixou o comando do clube em novembro. Agora, Fernando Diniz, 47 anos, está disponível no mercado para ser treinador de qualquer outro clube que se interessar.

Experiente com o futebol brasileiro, Diniz já treinou o Botafogo-SP, Audax, Paraná, Oeste, Guarani, Athletico-PR, São Paulo, Fluminense, Santos e por fim o Vasco, o seu último trabalho enquanto disputou a Série B do Campeonato Brasileiro.

Seu trabalho no São Paulo foi arduamente criticado, tendo 77 jogos com 36 vitórias, 20 empates e 21 derrotas. Depois, contratado pelo Santos para evitar uma maior crise, também não foi bem, permanecendo somente quatro meses. Agora, está livre no mercado e pode ser uma opção para a Diretoria do Inter.

Novo técnico do cruzeiro
Diniz está sem clube desde que deixou o vasco. Foto: reprodução / youtube vasco tv

 

Tabela da Copa do Brasil 2022: calendário, datas e regulamento

Você pode gostar também