Veja as 15 profissões que estão em alta, segundo a pesquisa do LinkedIn

O LinkedIn apontou as profissões que mais cresceram desde 2020, com a chegada da pandemia. No topo estão os profissionais da área da saúde, cientistas e especialistas em tecnologia e marketing digital.

Mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia da Covid-19, algumas profissões cresceram no último ano, segundo o LinkedIn. Foi isso que mostrou a pesquisa da rede social conhecida por abranger o mundo corporativo. De acordo com a empresa, cerca de 15 profissões das mais variadas áreas, como medicina, tecnologia e varejo, cresceram entre abril e outubro de 2020.

Veja o ranking das profissões mais em alta, segundo o LinkedIn:

Onde fazer cursos de marketing digital na internet?
Reprodução / Pexels

Os profissionais da área de saúde especializados se destacaram entre as profissões que estiveram em alta ao longo de 2020, e que consequentemente ainda colhe bons frutos em 2021. De acordo o material compartilhado pelo LinkedIn, houve um aumento de 820% nas contratações de enfermeiros de terapia intensiva, por exemplo.

No segundo lugar do levantamento de profissões do LinkedIn, a área de tecnologia ficou entre as mais procuradas pelos contratantes. Segundo a publicação da plataforma, os engenheiros de software se destacam em tal posição, na frente dos desenvolvedores de games, consultores de tecnologia, interface do usuário, designers, entre outros.

Confira a lista completa:

  • 1º lugar – Médicos especializados
  • 2º lugar –  Cargos em tecnologia
  • 3º lugar – Farmacêuticos e pesquisadores
  • 4º lugar – Cargos em vendas e desenvolvimento de negócios
  • 5º lugar – Especialistas em e-commerce
  • 6º lugar – Profissionais autônomos de conteúdo digital
  • 7º lugar – Especialistas em marketing digital
  • 8º lugar – Profissionais de finanças
  • 9º lugar – Telemarketing
  • 10º lugar – Cargos de apoio a saúde
  • 11º lugar – Serviços criativos
  • 12º lugar – Análises de dados
  • 13º lugar – Cargos de sucesso de clientes
  • 14º lugar – Profissionais do setor de varejo
  • 15º lugar – Especialistas em saúde mental

Fonte: LinkedIn 

Leia também

Como enviar currículo por email sem erro

CIEE oferece mais de 12 mil vagas de estágio: veja como se…

- PUBLICIDADE -

Mudanças da pandemia

A pesquisa do LinkedIn também mostrou um dado interessante: cerca de 20% das contratações foram para funções remotas, ou seja, realizadas em home office. A metodologia foi a única escolha das empresas durante boa parte no último ano de 2020, marcado pela quarentena e isolamento social no primeiro semestre.

O trabalho remoto predominou e não foi pouco. A pesquisa Gestão de Pessoas na Crise Covid-19, feito pela Fundação Instituto de Administração (FIA), também comprovou que o home office foi adotado por 46% das empresas, sejam elas pequenas, médias ou  grandes. E se por um lado as pessoas ficaram mais em casa, o consumo de conteúdo na internet também cresceu, algo que foi positivo para os profissionais do mundo digital, sendo eles: e-commerce, marketing, designers, criadores de conteúdo, entre outros.

Imagem mostra tela de um aparelho eletrônico
Reprodução / @lisafotios no Pexels

Influenciadores digitais, youtubers, podcasters e outros grupos criativos ganharam visibilidade e espaço para ganhar dinheiro no último ano. O ramo registrou um aumento de 74% nas contratações, e fez com que outro movimento ganhasse força: a gestão de mídias digitais. Esta acabou atraindo 60% das contratações.

Outro setor que a pesquisa do LinkedIn revelou foi o da área da saúde mental. As pessoas puderam desacelerar o ritmo de vida corrido e intenso, mas o “novo normal” também trouxe um certo vazio causado pelo isolamento social. Como consequência, a procura por serviços voltados para o bem-estar mental cresceram ainda mais em 2020. As contratações de especialistas da área aumentaram 34%.

Quais são as profissões do futuro?

Algumas  profissões prometem grandes oportunidades. Um estudo recente feito pela empresa Cognizant,  de tecnologia e negócios, apontou 21 profissões promissoras para a década. Feito em 2019, complementa pesquisa do ano anterior que listou a mesma quantidade de trabalhos. Veja abaixo alguns deles:

- PUBLICIDADE -

  • Engenheiro de Reciclagem de Dados 
  • Agente de Segurança contra Ciberataques
  • Conselheiro de Reabilitação para Cibercriminosos Juvenis
  • Designer de Voz UX
  • Assistente de Felicidade
  • Head de Comportamento Empresarial
  • Gerente de Design de Smart Homes
  • Auditor de Viés Algorítmico 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes