Conheça o ranking das 10 cidades com maior capacidade de energia solar

Uberlandia é a cidade com a maior geração de energia solar do Brasil, enquanto o Rio de Janeiro lidera na quantidade de instalações fotovoltaicas.

O Estado de Minas Gerais é o campeão nacional da energia solar distribuída e a cidade de Uberlândia, localizada no Triângulo Mineiro, ocupa a 1a posição no ranking. Nesse sentido, o município de Uberlândia possui uma capacidade instalada de 41,9 MW distribuídos em 2.827 instalações que atendem 3.485 unidades consumidoras.

Além disso, é curiosa a maior adoção da tecnologia solar pela cidade de Uberlândia que supera, inclusive, a capital do estado mineiro, Belo Horizonte. Uberlandia ocupa a 2a. posição no ranking por número de instalações fotovoltaicas e unidades consumidoras atendidas, perdendo apenas para a cidade do Rio de Janeiro.

Ranking das 10 cidades com maior adesão à energia solar:

  1. Uberlandia-MG com 41,9MW distribuídos em 2.827 instalações que atendem 3.485 unidades consumidoras
  2. Cuiabá-MT com 38,9MW distribuídos em 2.881 instalações que atendem 2.922 unidades consumidoras
  3. Rio de Janeiro-RJ com 37,4MW distribuídos em 3.798 instalações que atendem 3.966 unidades consumidoras
  4. Fortaleza-CE com 35,8MW distribuídos em 2.525 instalações que atendem 3.091 unidades consumidoras
  5. Terezina-PI com 31,9MW distribuídos em 2.827 instalações que atendem 3.441 unidades consumidoras
  6. Brasilia-DF com 31,9MW distribuídos em 2.381 instalações que atendem 2.560 unidades consumidoras
  7. Goiânia-GO com 31,0MW distribuídos em 2.353 instalações que atendem 2.736 unidades consumidoras
  8. Belo Horizonte com 25,1MW distribuídos em 2.548 instalações que atendem 3.286 unidades consumidoras
  9. Campo Grande-MS com 22,6MW distribuídos em 2.459 instalações que atendem 2.794 unidades consumidoras
  10. Sorriso-MT com 19,2MW distribuídos em 813 instalações que atendem 845 unidades consumidoras

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Energia solar é democrática e acessível a todos

Outro aspecto interessante é a abrangência democrática do acesso à tecnologia solar. Em suma, a energia solar já beneficia 5.014 municípios em todos os estados da federação. Enfim, são mais de 370 mil unidades consumidoras que recebem créditos gerados por placas fotovoltaicas.

Apesar dos equipamentos importados, predominantemente chineses, a expansão da energia solar tem forte potencial de geração de emprego e renda. Certamente, a cadeia de energia solar exige empregos qualificados como técnicos e engenheiros para as etapas de projeto e instalação. Além disso, ainda temos funções de vendas, marketing, administrativa, dentre muitas outras.

E mais, um modelo recente de energia solar por assinatura promete tornar a energia solar ainda mais acessível. Agora algumas empresas desenvolvem fazendas solares e compartilham os créditos gerados pela energia solar. Dessa forma, muitas residências e empresas estão reduzindo suas contas de luz, sem a necessidade de realizar investimentos e sem riscos operacionais.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes