Consumo de energia mostra recuperação e anima investidores

A reabertura da economia começa a mostrar sinais de recuperação. O setor industrial está retomando suas atividades e o consumo total de energia elétrica está recuperando para os níveis anteriores à pandemia, após uma queda superior a 10%.

A reabertura da economia começa a mostrar sinais de recuperação. O setor industrial está retomando suas atividades e o consumo de energia elétrica está recuperando para os níveis anteriores à pandemia.

A crise econômica e social gerada pela pandemia produziu uma queda de mais de 10% do consumo de energia elétrica em todo o país. Com isso, ligou o sinal de alerta para todo o setor elétrico e motivou medidas de proteção, como por exemplo, as linhas de empréstimos da conta-covid de cerca de R$ 15 bilhões. Nesse sentido, a recuperação do consumo deve reduzir a necessidade de novos aumentos de tarifas.

A redução de consumo levou inclusive ao desperdício de capacidade de geração hidrelétrica. Justamente quando a usina de Belo Monte e todo o sistema de transmissão ficaram prontos, a carga foi reduzida e a capacidade de geração superou a demanda do sistema.

 

Expectativa de lenta recuperação

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A expectativa no entanto é de uma recuperação gradual. As temperaturas mais altas de julho elevaram o consumo do mês, quando comparado com o ano passado. Além disso, a expectativa para agosto é de um leve aumento de 1% a 2% no consumo também.

A recuperação do setor industrial deverá se dar em fases, com diferentes velocidades entre os diferentes setores. Nesse primeiro momento, a Câmera de Comercialização de Energia Elétrica, CCEE, destaca o aumento de consumo superior a 10% de setores industriais, tais como: saneamento, comércio, alimentos e bebidas.

O mercado livre de energia também está apontando uma leve recuperação, impulsionado pelo retorno da demanda industrial. Segundo a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia, a ABRACEEL, Minas Gerais vem liderando essa recuperação e respondeu por 48% do consumo total em abril de 2020. A demanda industrial de Minas Gerais é puxada fundamentalmente pelas industrias siderúrgicas, alimentos, agronegócios e papel e celulose. Essa recuperação não deve impedir uma redução do mercado livre de energia de 5% a 10% até o final do ano de 2020.

De fato, segundo dados do IBGE, a produção industrial vem se recuperando e apresentou aumentos da produção industrial brasileira superiores a 8% nos últimos dois meses. No entanto, dado o tombo de 26,6% dos primeiros meses da crise, existe uma discussão sobre a recuperação completa ou definição de um novo patamar para a produção industrial.

 

A discussão sobre aumento das tarifas de energia

A recuperação do consumo de energia e a redução da inadimplência reduzem o risco de tarifaços de energia elétrica até o final do ano. As distribuidoras demandam por revisões extraordinárias para adequação da tarifas ao novo contexto do setor.

Os empréstimos viabilizados pela conta-covid diluíram o impacto negativo da crise. No entanto, há a preocupação sobre os impactos permanentes da pandemia, que podem definir novos patamares de consumo de energia elétrica. A perspectiva de níveis de consumo menores, exigirão tarifas maiores para reequilibrar contratos.

 

A oportunidade de uma retomada sustentável

Investimentos crescentes em projetos de energia renovável são destaques nesse momento de recuperação. A empresa canadense Brookfield anunciou a aquisição de um parque solar em Janaúba, em Minas Gerais. O investimento de R$ 3 bilhões deverá ficar pronto em 2022 e terá 1,2 GW de capacidade instalada. O objetivo desse parque solar é atender a demanda industrial através do mercado livre de energia, que já possui cerca de 75% de sua capacidade já contratada.

A Sunwise também anunciou nova capacidade solar instalada para atender clientes de pequeno e médio porte. Clientes residenciais, comerciais e industriais atendidos em baixa tensão na área de concessão da CEMIG em Minas Gerais tem a opção de obter energia solar por assinatura, sem a necessidade de investimentos.

 

 

 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes