Quase metade da nova geração de energia adicionada no mundo é solar

Novas usinas fotovoltaicas respondem por 45% da nova capacidade de geração de energia elétrica em todo o mundo.

Energia solar – Pela primeira vez, as fontes renováveis contribuíram com mais da metade da nova capacidade de geração elétrica em 2019. Trata-se de uma esperada e profunda transformação em como as nações produzem sua eletricidade. Juntas, energia solar e eólica, foram responsáveis por mais de 66% da capacidade de geração. Em 2010, as duas fontes contribuíram com menos de 25%.

Amplo destaque para a expansão da energia solar
A energia solar é o grande destaque. As novas usinas fotovoltaicas adicionaram 119 GW. E responderam por 45% da nova capacidade de geração elétrica mundial, de acordo com relatório da BloombergNEF. Além disso, o crescimento é mais democrático. Mais de 80 países instalaram pelo menos 1MW de energia solar em 2019. China, Índia e os EUA são os países que mais adicionaram energia solar.

A expansão das fontes renováveis e especialmente da energia do sol acompanhou a redução dos custos da tecnologia. Fruto dos ganhos de escala de manufatura e evolução da tecnologia. Além disso, esse crescimento chega em um momento oportuno, quando os países buscam formas de reduzir suas emissões de carbono.

O Brasil atingiu recentemente a marca de 6GW de energia. O crescimento da energia distribuída é o destaque. Nesse sentido, a SUNWISE oferece energia solar por assinatura para residências e empresas no estado de Minas Gerais. O modelo é baseado na locação de lotes de fazendas solares. Dessa forma, possibilita reduzir a conta de luz, sem investimentos, por parte do cliente.

Importante passo de uma ainda longa jornada

Por outro lado, se considerarmos toda a capacidade instalada e portanto, as fontes renováveis geraram 27% da energia total em 2019. Em 2010, elas respondiam por 20%. De fato, o mundo ainda adicionou 39 GW de usinas a carvão em 2019, superando os 19 GW instalados em 2018.

Em suma, apesar do avanço importante das fontes renováveis, há ainda um longo caminho para uma matriz elétrica mais limpa. De fato, o carvão ainda representa quase 30% da capacidade instalada e 35% da energia produzida em 2019.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes