Doença misteriosa na Índia hospitaliza mais de 300 pessoas

Uma doença misteriosa na Índia hospitalizou mais de 300 pessoas e levou uma a óbito neste último fim de semana. Causa da doença é desconhechida, porém sabe-se que não há conexão com a covid-19.

Uma doença misteriosa na Índia hospitalizou mais de 300 pessoas neste último fim de semana. Além disso, uma pessoa veio a óbito, de acordo com as autoridades locais que investigam os casos.

Pacientes na cidade de Eluru, no estado de Andhra Pradesh, relataram uma série de sintomas, que incluem convulsões, perda de consciência e algumas náuseas, disse Dolla Joshi Roy, oficial de vigilância distrital do distrito West Godavari de Eluru.

Isso ocorre enquanto a Índia continua a lutar contra a pandemia de covid-19, com o segundo maior número de infecções do mundo. Além disso, Andhra Pradesh é um dos estados mais afetados e atualmente tem mais de 800 mil casos confirmados.

Mas a covid-19 não foi a causa das hospitalizações em massa no fim de semana.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Todos os pacientes tiveram resultados negativos para covid-19”, disse Roy. Bem como acrescentou que cerca de 180 pacientes já receberam alta, enquanto o restante está “estável”. 

O paciente que morreu relatou sintomas semelhantes aos outros, então teve uma parada cardíaca fatal. Contudo, não há relações com a covid-19, disse ela.

 

Doença misteriosa na Índia
Imagem: Reprodução / Unsplash

Doença misteriosa na Índia 

Uma nota divulgada pelo Departamento de Saúde de Andhra Pradesh disse que os primeiros exames de sangue não encontraram nenhuma evidência de infecção viral. Como, por exemplo, dengue ou chikungunya, que tem como causa as picadas de mosquito.

As autoridades agora estão testando amostras de água em Eluru para contaminação. A princípio, todos os pacientes receberam água de uma fonte comum. As amostras foram coletadas e enviadas para um laboratório forense.

“Ainda não sabemos a causa, mas estamos fazendo todos os tipos de testes, como nos alimentos e leite”, disse Roy.

Especialistas do Instituto de Ciências Médicas da Índia e um neurologista de outro estado também chegaram a Eluru para realizar mais testes neurotóxicos e aguardam os resultados.

O ministro-chefe de Andhra Pradesh, YS Jaganmohan Reddy, visitou os pacientes na segunda-feira.

Fonte CNN

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes