7 carreiras promissoras para quem deseja trabalhar com moda

A crise impactou os empregos do setor, mas também trouxe novas carreiras para trabalhar com moda em áreas como e-commerce e tecnologia

0 524

Desde o início da pandemia global, o que se vê são empresas de moda e varejistas demitindo funcionários, dispensando terceirizados e até fechando as portas por tempo indeterminado. O desemprego aumentou 27,6% em apenas quatro meses em todo país. Em todos os segmentos. Mas, na prática, o que isso indica para o futuro de quem sonha em trabalhar com moda?

Enquanto algumas oportunidades para trabalhar com moda continuam em alta mesmo durante a quarentena, como o caso das costureiras, por exemplo, outras carreiras fashion prometem despontar no período pós-pandemia. Tudo isso, eventualmente, graças às medidas de distanciamento social e restrições impostas pelo vírus.

trabalahr com moda
Tamara Bellis/Unsplash

Profissões ligadas à moda

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A aceleração dos serviços digitais e as mudanças nos padrões de consumo que ocorreram nos últimos meses levaram o universo fashion a repensar seu próprio funcionamento. E também o novo “normal” de quem vive para trabalhar com moda.

Da mesma forma, a ênfase do consumidor em compras éticas e moda sustentável revelou a necessidade de novas carreiras na moda. Profissões que nem chegam perto do chão de fábrica ou do balcão da loja. Mas que se tornaram essenciais neste cenário.

Isso significa que quem deseja trabalhar com moda precisa estar preparado para estas mudanças. Especialmente no que diz respeito às tecnologias e transformações digitais. Assim, as carreiras fashion do amanhã têm outras exigências e habilidades para a realização de funções que evoluíram – assim como as estruturas de negócios.

trabalhar com mnoda
Theme Photos/Unsplash

Como trabalhar com moda

Na medida em que as empresas e o varejo estão se remodelando, novas carreiras surgem no mundo da moda. Funções que costumavam ser predominantes nos espaços físicos. E que, agora, estão migrando para o ambiente digital.

Com isso, o que se vê são novas formas de trabalhar com moda. Assim, carreiras que priorizam estratégias digitais, processos e tecnologia estão em alta – e evoluindo para acompanhar os consumidores. Dessa forma, confira as 7 profissões do futuro para trabalhar com moda agora e no período pós-pandemia:

1. Designer

O designer está entre os profissionais mais requisitados para trabalhar com moda. Versátil, pode atuar com design de moda, gráfico,  de processos e tecnologias. Estes profissionais têm habilidades multidisciplinares que vão de encontro ao que o mercado busca hoje.

Destaque para os especialistas em design de imagens geradas por computador. Estes especialistas vêm um amplo espaço de trabalho pela frente. Da criação de fotos de moda até editoriais eletrônicos e curta-metragem.

trabalhar com moda
Nirma Rajendharkumar/Unsplash

2. Cientista de dados

A economia de dados foi uma das fortes tendências apresentadas na maior feira de varejo do mundo, a Retail´s Big Show no início deste ano. Isso significa que as empresas estão buscando cada vez mais o uso da tecnologia para produzir dados que permitam melhorar diversas etapas do negócio. Das operações do dia a dia, ao lançamento de novos produtos e experiência de compras dos consumidores.

Mas de que servem milhares de dados sem um profissional para analisá-los? O cientista de dados entra em cena para examinar as informações e maximizar seu potencial nas mais diversas áreas da empresa. E, dessa forma, auxiliar no planejamento e tomada de decisões.

3. Especialistas em showroom virtual

Profissionais com experiência em design, animação, games ou engenharia de software têm um novo nicho para trabalhar com moda. Com o crescimento do e-commerce e as restrições de mobilidade, os compradores de lojas perceberam que é muito mais barato passear virtualmente em um showroom de marca. Estes espaços interativos ganharam destaque com a pandemia e vieram para ficar.

Entretanto, este trabalho não é nada fácil. Cabe a este profissional desenvolver soluções no espaço digital que aumentam a experiência de compras dos lojistas. Isso significa criar vínculos e conexões entre as pessoas.  Profissionais com experiências em plataformas 3D terão ainda mais oportunidades de trabalho.

Laura Cchouette/Unsplash

4. Customer Relationship Management (CRM)

Todas as funções ligadas ao CRM têm como objetivo garantir que as formas de relacionamento com o cliente sem contínuos e duradouros. Se há alguns anos esta carreira já era fundamental para o mundo fashion, hoje em dia se tornou ainda mais essencial para trabalhar com moda.

Isso porque os clientes valorizam cada vez mais as relações com as marcas e experiências individualizadas. Não é à toa que as grifes investem em CRM e programas de fidelidade como jamais se viu. Ainda mais se pensarmos na alta-costura, onde 1% dos clientes VIPs respondem por milhões e milhões em receitas todos anos. Dessa forma, coordenadores, gestores e diretores de CRM estão entre os cargos mais procurados.

5. Marketing digital

Trabalhar com moda e marketing digital na pós-pandemia vai além das mídias sociais. Então, não estamos falando apenas de empregos que dialogam e engajam clientes por meio de plataformas como Facebook, Twitter, Instagram ou TikTok.

Mas sim de funções que cobrem áreas que se tornaram vitais para os negócios online, como especialistas em SEO e designers de experiência do usuário. Afinal, experiências de compras cada vez mais personalizadas se tornaram cruciais para marcas que precisam reter a atenção dos seus clientes online.

Burgess Milner/Unsplash

6. Responsabilidade corporativa

O consumidor passou a cobrar mais responsabilidade corporativa das empresas. Isso significa que os negócios que desejam cativar estes novos clientes terão que fazer mais. Ou seja, mudar a cultura e estrutura interna e deixar que seus valores reflitam efetivamente na dinâmica nos seus negócios.

Nesta gama de novos empregos para trabalhar com moda, entram especialistas em design sustentável e responsabilidade social. Além de pessoas engajadas com a comunidade e focadas em temas como diversidade, mas que tenham profundo conhecimento na indústria da moda e habilidades de gestão e liderança.

7. Cadeia de suprimentos

Enquanto diversas marcas se esforçam para vender grandes quantidades de estoques após meses de lojas fechadas, os empresários do setor estão começando a repensar todo o processo. Dessa forma, são mudanças para evitar que o abastecimento, produção, manuseio e distribuição sejam tão afetados como foram agora.

Por causa disso, oportunidades de empresas em operações logísticas devem crescer significativamente também. Assim como serviços automatizados de gerenciamento de estoques, planejamento e análise de dados para este fim.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes