Eleições 2020: Datafolha aponta Covas com 28%; Russomanno, 16%; e Boulos, 14%

Celso Russomanno lidera nos percentuais da taxa de rejeição, com 47%, nove pontos a mais que a última pesquisa.

Nesta quinta-feira (5), o Datafolha divulgou a pesquisa com os percentuais de intenção de voto para os candidatos à Prefeitura de São Paulo nas eleições 2020. O candidato do PSDB, Bruno Covas, cresceu cinco pontos na preferência do eleitorado, enquanto o republicano, Celso Russomanno, continua oscilando nas pesquisas, desta vez com uma queda de quatro percentuais.

Márcio França, com 13% das intenções de voto, teve um crescimento de três pontos, em relação a última pesquisa. O candidato do PSB está tecnicamente empatado com Boulos (PSOL), 14%, e Russomanno, 16%, se considerada a margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou menos.

Intenção de voto para a Prefeitura de SP nas Eleições 2020

A pesquisa foi divulgada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de São Paulo”, foram ouvidos 1.260 eleitores da capital paulista, durante os dias 3 e 4 de novembro de 2020. Registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como SP-06709/2020, a amostra tem grau de confiança de 95%, com margem de erro máxima de 3% para mais ou menos.

Veja os resultados da pesquisa:

  • Bruno Covas (PSDB) – 28%
  • Celso Russomanno (Republicanos) – 16%
  • Guilherme Boulos (PSOL) – 14%
  • Márcio França (PSB) – 13%
  • Jilmar Tatto (PT) – 6%
  • Arthur do Val (Patriota) – 4%
  • Joice Hasselmann (PSL) – 3%
  • Andrea Matarazzo (PSD) – 3%
  • Levy Fidelix (PRTB) – 1%
  • Marina Helou (Rede) – 1%
  • Orlando Silva (PCdoB) – 1%
  • Antônio Carlos Silva (PCO) e Vera Lúcia (PSTU) tiveram menos de 1%
  • Branco/nulo/nenhum – 9%
  • Não sabe/não respondeu – 3%

Veja a pesquisa anterior (22 de outubro) do Datafolha.

Taxa de rejeição dos candidatos a prefeito

Os eleitores foram questionados sobre quais dos candidatos não votariam de jeito nenhum, podendo votar em mais de um. Na liderança da pesquisa está Russomanno, com 47%, nove pontos a mais que a última taxa de rejeição.

Confira os percentuais dos demais candidatos:

  • Celso Russomanno (Republicanos) – 47%
  • Joice Hasselmann (PSL) – 30%
  • Bruno Covas (PSDB) – 25%
  • Jilmar Tatto (PT) – 23%
  • Guilherme Boulos (PSOL) – 22%
  • Levy Fidelix (PRTB) – 22%
  • Orlando Silva (PCdoB) – 17%
  • Arthur do Val (Patriota) – 16%
  • Márcio França (PSB) – 14%
  • Andrea Matarazzo (PSD) – 13%
  • Vera Lúcia (PSTU) – 12%
  • Antônio Carlos (PCO) – 10%
  • Marina Helou (Rede) – 10%
  • Rejeita todos/não votaria em nenhum – 3%
  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum – 2%
  • Não sabe – 4%

Veja também: quem são os candidatos a vice-prefeito em SP.

Eleitores podem mudar de voto

A pesquisa perguntou qual o nível de decisão do voto dos entrevistados, revelando que 57% dos eleitores estão totalmente decididos e 42% ainda podem mudar suas preferências.

Boulos é o candidato com o percentual mais alto neste quesito, com 78% de certeza dos eleitores que o escolheram, contra 22% que ainda podem mudar de voto.

Questionados sobre qual seria a segunda opção para prefeito de SP nas eleições 2020, Bruno Covas teve 20% de escolha, seguido por França (18%), Russomanno (13%), Boulos (6%) e Jilmar Tatto (4%).

Texto por  Luana Fogaça**

Veja também: o que eleitor pode e não pode no dia da votação.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.