Energia solar adota novos modelos de negócios para democratizar acesso

Novos modelos de energia solar por assinatura ganham espaço e almejam atrair novos públicos em um mercado de +80 milhões de consumidores

Um estudo clássico do guru de negócios Clayton Christensen da Harvard Business School entitulado “Reinventando seu Modelo de Negócios” identificou as condições propícias para novos modelos de negócios prosperarem, assim como, as questões chaves para criarem vantagens competitivas sustentáveis. O mercado de energia solar parece ter analisado esse artigo e despertado para inovações para democratizar o acesso das pessoas à energia solar por assinatura.

 

O consumidor espera uma nova proposta de valor para a energia solar

O mercado de energia solar despontou em 2012 com uma nova regulação do setor de geração distribuída. Nesse momento, todo consumidor de energia elétrica poderia a partir de então gerar sua própria energia. Nasce então o prosumer, do inglês, união das funções de produtor e consumidor de energia elétrica. O mercado cresce rapidamente e atinge mais de 277 mil instalações em todo país em 2020. No entanto, quando observamos o mercado cativo com cerca de 85 milhões de unidades consumidoras, é fácil notar que algo precisa ser feito para tornar a energia solar mais acessível aos brasileiros.

 

De fato, Clayton Christensen sugere que um bom modelo de negócios parte de uma boa proposta de valor para o cliente. Analisando as principais barreiras típicas: riqueza, acesso, conhecimento ou tempo, consegue-se imaginar algumas hipóteses que restringiram a expansão das placas solares nos telhados brasileiros. Primeiramente, os preços de uma instalação fotovoltaica não cabem nos orçamentos apertados de grande parte da população. Por exemplo, uma instalação fotovoltaica típica para uma residência implicaria em um investimento de cerca de R$ 30 mil. Segundo, não são todos os brasileiros que possuem um telhado com boas condições de irradiação, sem sombras e com formato favorável. Finalmente, um projeto fotovoltaico apesar da moderada complexidade ainda se trata de um projeto de engenharia com riscos inerentes de projeto, de instalação, de operação e manutenção.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A inovação da energia solar por assinatura

Nesse contexto, surgem modelos de negócios inovadores com uma clara proposta de valor para o cliente. Obtenha sua energia solar, e reduza sua conta de luz, sem investimentos, sem riscos operacionais e sem dor de cabeça. A SUNWISE, empresa especializada em energia solar, oferece essa proposta de valor diferenciada para todas as residências, comércios e indústrias atendidos em baixa tensão no estado de Minas Gerais. Essa proposta de valor é possível, pois empresas como a SUNWISE investem em fazendas solares em larga escala e compartilham a energia gerada com seus clientes. Muitos entendem como um modelo similar ao oferecido por empresas como Uber e AirBnB para o tema de energia. Ou seja, as pessoas conseguem reduzir sua conta de luz, contribuir para o meio ambiente, assinando um serviço de geração solar distribuída.

O consumidor agradece as novas opções disponíveis

A expectativa é que o modelo tradicional de venda e instalação de placas solares deve conviver como o novo modelo de geração compartilhada por assinatura. Outra perspectiva interessante é usar o modelo de assinatura de energia solar para obter um primeiro contato com a tecnologia, adquirir conhecimento sobre o funcionamento, e então decidir em investir em um sistema fotovoltaico próprio. Em suma, a iniciativa empreendedora é bem-vinda e a disponibilidade de novas opções é ótima para os consumidores brasileiros.

O setor elétrico brasileiro deve passar por uma profunda transformação. A combinação de energia renovável, distribuída e digitalizada movimentará grandes inovações que abrangerá diferentes setores da economia. Empresas tradicionais de energia, start-ups, firmas de tecnologia, automobilísticas, telecom e outras já perceberam que existem muitas oportunidades em jogo. As peças estão em seus movimentos iniciais e ninguém sabe quem será o vencedor. De qualquer forma, novos modelos de negócios definiram a amálgama entre esses novos elementos, e a única certeza é que o cliente receberá uma proposta de valor sempre aprimorada.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes