Entenda o impacto da covid-19 na demanda de energia elétrica global

Estudo da IEA, Agencia Internacional de Energia, esclarece o impacto da pandemia na redução do consumo global de energia

Um estudo recente da IEA, Agencia Internacional de Energia, apresentou o impacto das políticas de lockdown sobre o consumo de eletricidade ao redor do planeta. Nesse sentido, a redução do consumo de eletricidade atingiu níveis sem precedentes desde a Grande Depressão.

 

A man walks with his luggage through the almost empty railway station, after Belgium imposed a lockdown to slow down the spread of the coronavirus disease (COVID-19), in Antwerp, Belgium March 18, 2020. REUTERS/Francois Lenoir TPX IMAGES OF THE DAY - RC2CMF9IZEPF
O consumo médio de eletricidade remonta um “longo domingo” ; Image: REUTERS/Francois Lenoir

O isolamento social forçado fechou escritórios, escolas, lojas e fábricas em todo o mundo. Dessa forma, o nível de consumo médio caiu 20% para cada mês de lockdown. Além disso, o novo perfil de consumo remonta um longo e sossegado domingo.

A queda da demanda de eletricidade

Cerca de metade da população mundial – mais de 4 bilhões de pessoas – foram submetidas à lockdowns desde o início da pandemia. Os reflexos na economia são imediatos. Nesse sentido, o Banco Mundial estimou uma contração de 5% na economia global em 2020 – a maior queda desde a 2a Guerra Mundial.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Coronavirus electricity demand energy lockdown quarantine electrical utilities virus health healthcare who world health organization disease deaths pandemic epidemic worries concerns Health virus contagious contagion viruses diseases disease lab laboratory doctor health dr nurse medical medicine drugs vaccines vaccinations inoculations technology testing test medicinal biotechnology biotech biology chemistry physics microscope research influenza flu cold common cold bug risk symptomes respiratory china iran italy europe asia america south america north washing hands wash hands coughs sneezes spread spreading precaution precautions health warning covid 19 cov SARS 2019ncov
Redução da demanda de eletricidade após lockdown em diferentes países; fonte: IEA 2020

O gráfico mostra como diferentes países reduziram seu consumo de eletricidade em torno de 20% com a introdução dos lockdowns. Por exemplo, França, India, Italia, Espanha e Reino Unido reduziram em pelo menos 15% durante o período de lockdown. A Italia chegou a experimentar queda de 75% no consumo de eletricidade durante o período crítico da pandemia.

 

Todos os dias parecem domingo

Com o fechamento dos consumidores comerciais, o perfil de consumo dos dias úteis, de segunda a sexta, ficou muito parecido com o perfil de consumo dos finais de semana. Os picos de manhã e a noite refletem a dinâmica doméstica. Os padrões típicos de alta de demanda durante a semana, paulatinamente, convergiram para os padrões de domingo.

 

Coronavirus electricity demand energy lockdown quarantine electrical utilities virus health healthcare who world health organization disease deaths pandemic epidemic worries concerns Health virus contagious contagion viruses diseases disease lab laboratory doctor health dr nurse medical medicine drugs vaccines vaccinations inoculations technology testing test medicinal biotechnology biotech biology chemistry physics microscope research influenza flu cold common cold bug risk symptomes respiratory china iran italy europe asia america south america north washing hands wash hands coughs sneezes spread spreading precaution precautions health warning covid 19 cov SARS 2019ncov
Impacto da covid-19 no perfil horário do consumo de eletricidade na Espanha em 2020; fonte: IEA 2020

 

Outra análise interessante da revista Fortune identificou mudanças no uso de eletricidade. De fato, as pessoas mudaram seus hábitos de consumo durante o período de lockdown. Por exemplo, mais pessoas ficavam acordadas até mais tarde, faziam pausas nos meio da tarde e passavam as noites em frente às TVs.

 

Aumento das fontes renováveis

Por outro lado, uma boa notícia foi o aumento da energia de baixo-carbono durante a pandemia. As fontes renováveis substituíram o carvão e alcançaram 40% da geração de energia elétrica em 2020.

A tendência de substituição das fontes fósseis pelas renováveis será posta a prova com a recuperação econômica. Por um lado, novos investimentos em usinas solares não pararam durante a pandemia. Até mesmo no Brasil, a SUNWISE e outras empresas continuaram investindo em novas fazendas solares e contribuíram para a marca de 6GW de capacidade fotovoltaica instalada. Por outro lado, a redução rápida das termelétricas a carvão e a gás natural se deu pela facilidade de desligamento das usinas.

Em suma, a energia solar e eólica dobraram sua participação em apenas 5 anos. O meio ambiente agradece a redução de mais de 5% das emissões de CO2 no primeiro trimestre. A expectativa de queda, sem precedentes, de 8% nas emissões até o final do ano, possibilitará retornar aos níveis de 10 anos atrás.

 

Coronavirus electricity demand energy lockdown quarantine electrical utilities virus health healthcare who world health organization disease deaths pandemic epidemic worries concerns Health virus contagious contagion viruses diseases disease lab laboratory doctor health dr nurse medical medicine drugs vaccines vaccinations inoculations technology testing test medicinal biotechnology biotech biology chemistry physics microscope research influenza flu cold common cold bug risk symptomes respiratory china iran italy europe asia america south america north washing hands wash hands coughs sneezes spread spreading precaution precautions health warning covid 19 cov SARS 2019ncov
Evolução da matriz elétrica global por fonte energética, 1971-2020; fonte: IEA 2020

 

 

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes