Eleições americanas: brasileiros que moram nos EUA preferem Biden

Cerca de 71% de brasileiros que vivem no Estados Unidos e possuem direito ao voto nas eleições americanas de 2020 preferem o democrata Joe Biden como próximo presidente, contra 27% que preferem a permanência de Donald Trump.

Os brasileiros que vivem nos Estados Unidos já possuem seu candidato preferido nestas eleições americanas: Joe Biden.  Segundo pesquisa feita entre a comunidade brasileira, cerca de 71% que possuem direito a voto no país dão preferência ao candidato democrata, contra 27% que optam pelo republicano, Donald Trump. O Instituto Ideia ouviu 800 brasileiros maiores de 16 anos, no início dessa semana, a poucos dias das Eleições EUA.   Segundo informações da pesquisa, mais da metade desses brasileiros já enviou seu voto e engrossou os mais de 70 milhões de votos ja recebidos nessas eleições.

O resultado mostra que Biden tem uma vantagem de 44 pontos percentuais sobre Trump – deixando o democrata em uma posição confortável nestas eleições americanas.  Segundo o Ideia, a explicação da comunidade brasileira preferir Biden se deve ao aumento de restrições do governo atual sobre a imigração legal ou ilegal. Questionados sobre quais devem ser as prioridades do próximo presidente, os brasileiros colocam em primeiro lugar, em empate técnico, a busca por uma vacina anticovid (23%), a recuperação da economia (22%) e a melhoria do sistema de saúde (19%). Logo em seguida, vem a preocupação com as questões imigratórias: 15% querem uma reforma do sistema migratório e 13% acham que o presidente deve criar caminhos mais fáceis para regularizar quem está ilegal no país.

Facilidade na imigração é proposta de Biden nestas eleições americanas

Biden abordou sobre o tema no último debate presidenciável, há uma semana. O democrata afirmou que enviará uma proposta ao Congresso para dar cidadania americana a 11 milhões de imigrantes que vivem de forma ilegal nos EUA hoje. “Embora esses brasileiros que podem votar já sejam cidadãos e não estejam em risco de deportação, muitos deles nasceram aqui, filhos de imigrantes sem documentos. Ou são os chamados Dreamers, adultos jovens trazidos para os EUA ainda na infância em condição irregular. Para eles, a ameaça que as políticas de deportação representaram ou ainda representam para as suas famílias é muito real“, explica Maurício Moura, fundador do Instituto Ideia e professor visitante da Universidade George Washington, em D.C

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Muro de Trump causou polêmica em 2016

Trump é considerado pelos imigrantes brasileiros intolerante sobre as questões imigratórias. O republicano foi eleito em 2016 prometendo construir um muro na fronteira com o México, referindo-se a “bad hombres” os latinos sem documento legal nos EUA.

 

 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes