Para qual partido vai Luciano Huck? Veja 6 opções para 2022

Apresentador da rede Globo estuda filiação para competir as eleições presidenciais em 2022. Luciano Huck está inclinado a seis partidos políticos, segundo informações do jornal O Globo. O mais recente é o DEM.

Ainda não confirmado oficialmente a partição de Luciano Huck nas eleições de 2022, no entanto, as especulações de que o apresentador de televisão da rede Globo irá concorrer na disputa ao Planalto, possivelmente com Jair Bolsonaro (sem partido), João Doria (PSDB) e Lula (PT), aumentam com o passar do tempo.

Segundo informou o jornal O Globo nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, Luciano Huck estaria estudando 6 partidos no momento, mas pretende se filiar somente no primeiro semestre de 2022, antes do início da campanha eleitoral. De acordo com a publicação, Huck pretende anunciar a entrada na política em setembro de 2021.

Para qual partido vai Luciano Huck?

Imagem mostra o apresentador Luciano Huck
(Foto: Globo/Divulgação)

O jornal O Globo informou que no dia 7 de fevereiro, Luciano Huck se encontro com o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), para compreender o atual cenário político no Congresso Nacional. A aproximação de Huck e Maia indica o início de um diálogo do apresentador com o partido Democratas, que está na sua lista de opções. Apurações do jornal também apontam que Huck abriu canal com mais três partidos. Confira a lista completa abaixo:

  • PSB
  • Podemos
  • PSD
  • Cidadania
  • PSDB
  • Democratas (DEM)

As especulações sobre o vice-presidente que Luciano Huck deverá escolher também correm na mídia. Segundo afirmou o jornal Correio Braziliense, Huck teria escolhido Eduardo Leite (PSDB), o atual governador do Rio Grande do Sul.

Mentores

- PUBLICIDADE -

Apesar de ser novato no ramo da política, Luciano Huck tem bons contatos no meio. Paulo Hartung, ex-governador do Espírito Santo, é o principal consulto político do apresentador, ainda segundo O Globo. Arminio Fraga, ex-presidente do Banco Central, também faz consultoria com Huck na parte econômica.

Luciano Huck vai deixar a Globo?

Desde setembro de 1999 funcionário da rede Globo de televisão, Luciano Huck deve deixar a emissora se caso confirme sua candidatura à presidência nas eleições de 2022. O apresentador está a frente do Caldeirão do Huck, programa transmitido tradicionalmente nas tardes de sábado, desde 2000.

Ainda no ar, Huck não fez nenhum pronunciamento sobre o fim do seu contrato, mas segundo a coluna Radar, da revista Veja, ele deve anunciar a saída da TV no meio deste ano. Com isso, Angélica também deve dar adeus à emissora devido a lei eleitoral. Angélica estreou o novo programa “Simples Assim” em 2020, e a segunda temporada do produto não foi renovada. Diferente do marido, a apresentadora tem contrato flexível com a emissora, o chamado “contrato por obra certa”.

Leia também

Bolsonaro questiona eficácia das máscaras e faz campanha…

VÍDEO: Bolsonaro encerra entrevista após pergunta sobre…

Imagem do casal de apresentadores Luciano Huck e Angélica
(Foto: Instagram/@lucianohuck)

Huck é casado com Angélica desde 2004, e tem três filhos: Joaquim, Benício e Eva. O apresentador também possui ligação com Andrea Calabi, economista ligado ao PSDB. Diferentemente do marido, Angélica não se posiciona politicamente com bastante frequência. Os dois são considerados um dos casais mais famosos do Brasil.

Em nota oficial divulgada pela rede Globo, a emissora frisou que não proíbe a candidatura de Luciano Huck, mas que em caso de saída do apresentador ele não seria readmitido novamente.

Huck e Bolsonaro

- PUBLICIDADE -

Luciano Huck é declaradamente contra o atual governo de Jair Bolsonaro. Na segunda semana de janeiro de 2021, quando o escândalo da crise do sistema público em Manaus, no Amazonas, tomou conta do país, Huck foi um dos organizadores do panelaço contra Bolsonaro. Ele também fez questão de gravar e compartilhar o momento em suas redes sociais, onde é ativo.

Os filhos do presidente, Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) já usaram as redes sociais para criticar publicamente Luciano Huck. Em janeiro deste ano, Carlos criticou uma notícia em que dizia que Luciano Huck e a família curtia as férias no Caribe. “Depois do ‘lockdown pra você e Miami pra mim”, segue a série: ‘se é do bem… pode”, escreveu.

Já Eduardo Bolsonaro questionou o deputado Helio Lopes (PSL-RJ), durante uma reunião com apoiadores, se João Doria e Luciano Huck teriam o mesmo tratamento que Bolsonaro recebeu ao viajar para São Francisco do Sul, em Santa Catarina, durante uns dias de férias no começo deste ano.  Ele foi bastante criticado por opositores.

Favorável a tributação de heranças no Brasil

Luciano Huck já declarou ser totalmente a favor da tributação de heranças no país. O posicionamento aconteceu após o político Ciro Gomes alfinetar o apresentador nas redes sociais sobre o tema. O ex-candidato escreveu que “um trabalhador de aplicativo paga IPVA da moto, enquanto Luciano Huck e João Dória, que compraram jatinho subsidiado com dinheiro público, não pagam IPVA do jatinho. Também não é cobrado de helicóptero e lancha”.

Em resposta, Huck concordou com Ciro e ainda afirmou que é a favor de um IPVA sobre aeronaves e barcos e que ele seria o primeiro a pagar. “Boa, Ciro. Concordo contigo. Sou a favor de uma maior tributação sobre herança. Também defendo um imposto tipo IPVA sobre aeronaves e barcos. Seria o primeiro a pagar. É o justo. Mas creio que dá pra fazer tudo isso de forma construtiva. Resgatando a serenidade e a confiança no país”, declarou nas redes sociais.

- PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes