Internacional
10/10/2017 - 07h02 | Atualizado em 10/10/2017 - 07h58

China diz que não terá problemas para cumprir meta de crescimento de 2017 e pode superá-la

Se expansão ultrapassar de fato o objetivo de 6,5% e os 6,7% do ano passado, será a primeira aceleração da taxa em sete anos

Visão geral do centro financeiro de Xangai, na China
Visão geral do centro financeiro de Xangai, na China
Foto: Reuters

PEQUIM - A China não terá problemas para cumprir a meta de crescimento econômico de cerca de 6,5 por cento neste ano e pode até superá-la, afirmou nesta terça-feira o chefe da agência de estatísticas, confirmando as expectativas do mercado.

As medidas adotadas pelo governo para conter o superaquecimento do mercado imobiliário também têm sido efetivas e continuarão sendo adotadas, disse Ning Jizhe a repórteres.

Analistas projetam que o crescimento anual chegará ou irá superar a meta do governo depois que a segunda maior economia do mundo cresceu 6,9 por cento no primeiro semestre, acima do esperado, alimentada pelos fortes gastos do governo e por um boom imobiliário.

Se o crescimento de fato superar os 6,7 por cento do ano passado, mínima em 26 anos, será a primeira aceleração da taxa de expansão em sete anos.

As declarações de Ning foram dadas apenas uma semana antes do Congresso do Partido Comunista, que será observado de perto em busca de qualquer reforma da liderança ou pistas sobre direções da política monetária.

(Reportagem de Elias Glenn e Yawen Chen)

Reuters

Assuntos relacionados:

internacionalásiachina
Imprimir
Publicidade

Caderno Especial

Especial Empreendedorismo 2017

Versão digital (23/10/2017)

Para assinantes Assine o jornal impresso e tenha acesso total à versão digital.
Versão digital do DCI
Clique e assine hoje mesmo
Publicidade

Nós curtimos

TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.