Publicado em

Por April Joyner

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados de ações dos Estados Unidos fecharam em queda nesta terça-feira, com resultados trimestrais de bancos aumentando preocupações sobre o impacto de juros mais baixos, enquanto comentários do presidente do país, Donald Trump, sobre o comércio também pesaram sobre a confiança dos investidores.

JPMorgan Chase & Co e Wells Fargo & Co superaram as expectativas para lucro trimestral, mas relataram receita líquida com juros mais fraca, apontando para o aumento dos custos de depósito.

Os resultados se seguiram ao do Citigroup, divulgado na segunda-feira, no qual o banco reportou queda na margem líquida financeira.

Os papéis zeraram as perdas de mais cedo e fecharam em alta de 1,1%. As ações do Wells Fargo, no entanto, caíram 3,0%, com o banco moderando suas perspectivas de corte de custos.

"A expectativa é que a curva de juros permaneça achatada, então você continuará a ver as margens líquidas financeiras se comprimindo, e isso vai prejudicar a lucratividade", disse Michael O'Rourke, estrategista-chefe de mercado da JonesTrading. "Não há viés de alta previsto para o terceiro e quarto trimestres."

Os índices acionários também caíram depois de Trump dizer que há um longo caminho a percorrer com a China na questão comercial e ameaçar impor tarifas sobre outros 325 bilhões de dólares em produtos chineses.

As bolsas de valores reduziram brevemente as perdas após o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, reiterar que o banco central "agirá de maneira apropriada" para manter a economia dos EUA em crescimento. Porém, os índices retomaram as quedas de antes.

As ações do Goldman Sachs Group Inc., que também informou seu balanço trimestral, subiram 1,9%. O Goldman Sachs é considerado o menos sensível às taxas de juros dentre os três principais bancos que divulgaram relatórios trimestrais nesta terça-feira.

O índice Dow Jones caiu 0,09%, a 27.336 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,34%, a 3.004 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,43%, a 8.223 pontos.