Publicado em

Os governos dos Estados Unidos e do Brasil assinaram ontem um acordo de cooperação no financiamento de projetos de infraestrutura prioritárias no Brasil. A assinatura em Brasília contou com a presença do secretário de comércio dos EUA, Wilbur Ross.

O acordo foi assinado pela chefe para o hemisfério da OPIC (Corporação de Investimento Privado no Exterior, na sigla em inglês), do governo dos Estados Unidos, Kristie Pellecchia. Do lado brasileiro, o documento foi assinado por Veronica Sanchez, secretária de coordenação de obras estratégicas e fomento do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). A OPIC dispõe de US$ 60 bilhões em fundos para financiamento de projetos em mercados emergentes.

Pró-Infra

O governo federal lançou ontem, em São Paulo, o Pró-Infra, programa destinado a estimular o investimento privado em infraestrutura no Brasil, tendo como uma de suas metas elevar os aportes em infraestrutura como proporção do PIB de 1,6% para 3,8% até 2022.

O secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa disse que o programa terá três metas a serem alcançadas até 2022.

Uma segunda meta do programa é elevar o estoque de investimento em infraestrutura, de 36% para 38% do PIB.

Há ainda um terceiro objetivo: fazer o Brasil subir 10 posições em ranking global de competitividade, feito pelo Fórum Econômico Mundial, de 81º para 71º. /Agências