Publicado em

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou que a chamada PEC paralela, concluída pelos senadores nesta terça, tem impacto fiscal neutro para a União. Ele pontuou que a proposta permite a inclusão de Estados e municípios na reforma da Previdência, apontando para uma economia de R$ 300 bilhões para governos regionais em dez anos.

O texto original da PEC paralela, formulado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), trazia medidas com aumento de receita calculado em R$ 70 bilhões em uma década. Por outro lado, flexibilizada regras desidratando a proposta em R$ 50 bilhões.

Uma emenda aprovada nesta terça-feira, 19, sobre o cálculo da aposentadoria aumentou a desidratação em ao menos R$ 20 bilhões, deixando-a com efeito neutro.