Publicado em

O Instituto de Finanças Internacionais (IIF) afirma em relatório que, entre os países emergentes, a Argentina e o Chile registram os maiores aumentos na relação entre a dívida e o PIB no 1º trimestre, na comparação com igual período de 2018. O Brasil aparece no 4º lugar, atrás também da Coreia do Sul. /Agências

A União bancou R$ 1,262 bilhão em dívidas de governos estaduais em junho, de acordo com dados do Tesouro Nacional. O valor se refere a R$ 610,45 milhões em débitos não pagos pelo Rio de Janeiro, R$ 520,36 milhões em dívidas de Minas Gerais e R$ 131,21 milhões em calotes do governo de Goiás./ Agências

A participação das cooperativas na carteira de crédito total subiu de 3,2% em em 2017 para 3,8% em 2018. No ativo total do sistema financeiro, a participação saltou de 2,4% para 2,7% no período. Os dados são do Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo, publicado pelo Banco Central. O documento contabiliza dados até o encerramento de 2018./ Agências

Termômetro da confiança na atividade econômica, o Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace), calculado pela FGV Ibre e The Conference Board (TBC), subiu 0,9% em junho para 117 pontos, comparativamente a maio. Com esse movimento, o indicador recuperou a perda do mês passado. / Agências