Publicado em

A XP Investimentos e o Banco Inter têm liderança no valor percebido e nas recomendações dos consumidores para previdência privada. A tendência é de que cada vez mais novos players ganhem espaço no mercado segurador.

Os dados são do Estudo de Seguros, realizado pela CVA Solutions feita em julho, com 6.150 pessoas de todo o Brasil, que possuem conta corrente em banco. Do total, 49,8% (3.062) afirmam contar com Seguro ou Plano de Saúde, 41,8% (2.386) têm coberturas de automóveis, 33,8% (1.762) possuem seguro de vida, 22,3% (1.196) contam com uma apólice residencial e 21% (1.123) dizem possuir previdência privada.

O movimento de maior competição também é perceptível entre os clientes dos seguros de automóveis. No segmento, a Youse apontou a maior recomendação líquida.

“As insuretechs [fintechs de seguros] estão tornando esse mercado mais competitivo em preços, em atendimento multicanal e em agilidade. E com o crescimento desses novos players, o segmento tende a crescer e a melhorar seus benefícios aos clientes”, comenta o sócio-diretor da CVA Solutions, Sandro Cimatti.

Ainda conforme o estudo, as seguradoras tradicionais também são citadas. O Bradesco, por exemplo, lidera a força de marca nos segmentos de previdência privada e nos seguros de vida. Já a Porto Seguro é líder nessa menção tanto no caso dos produtos de automóveis quanto nos residenciais.

Para Cimatti, muito ainda deve mudar no mercado segurador, principalmente frente a tendência de compartilhamento de bens (automóveis e residências), o que deve demandar coberturas mais específicas e por períodos mais curtos. “A inteligência artificial e os carros autônomos também afetarão o mercado”, diz.

Outro ponto trazido pelo estudo é que tanto os seguros quanto os planos de saúdes aparecem com a pior avaliação por parte dos consumidores. A nota total do segmento atingiu 6,93 de um total de 10. Todos os demais produtos tiveram notas superiores a 8.

Em saúde, Bradesco também lidera no quesito força de marca, com Unimed e SulAmérica ocupando a segunda e a terceira posição, nesta ordem.

Custo-benefício

De acordo com o levantamento da CVA Solutions, o valor percebido dos produtos de seguros, no geral, ainda é maior nas seguradoras tradicionais.

Em termos de seguros de automóveis, por exemplo, a avaliação de melhor custo-benefício ficou com Santander, seguido pela Youse e pelo Bradesco. No caso das apólices residenciais, os primeiros lugares ficaram com Porto Seguro, Santander e Itaú, nesta ordem.

Já em relação ao seguro de vida, o ranking foi ocupado por SulAmérica, Porto Seguros e Prudential, enquanto Mapfre, Allianz e Cassi tiveram o melhor valor percebido dos planos de saúde. A única exceção foi previdência privada, com a liderança da XP, seguida por Mongeral Aegon e Porto.