Carnaval Rio de Janeiro: veja o que abre e o que fecha no feriado

Entenda o que vai funcionar no Rio de Janeiro nos próximos dias, período em que seria comemorado o feriado de Carnaval. Apenas a terça-feira (16/02) será considerada feriado na cidade maravilhosa, e o comércio deve funcionar normalmente.

Os próximos dias na cidade maravilhosa vão ser bem diferentes do que o comum. O Carnaval não será celebrado no Rio de Janeiro, local conhecido por abrigar blocos de rua tradicionais, e uma festa em cada esquina nesta época do ano. Apesar disso, haverá ponto facultativo na terça-feira, 16 de fevereiro. Já os outros dias vão ser normais, segundo a prefeitura da cidade.

A pandemia do novo coronavírus não deu trégua em 2021. Para quem acreditava que o Carnaval aconteceria como em tempos normais, terá que se contentar com um ano atípico. A cidade do Rio superou São Paulo em número de mortes provacadas pela Covid-19 no dia 4 de fevereiro, e no último dia 9, se tornou o terceiro estado maior número de casos em 24 horas desde o início da pandemia: foram 5.985, segundo a Secretaria de Estado de Saúde.

Carnaval do Rio de Janeiro

rio de janeiro

Apesar do governo estadual, como a prefeitura da cidade, terem decidido por manter o ponto facultativo na tradicional terça-feira de Carnaval, o Rio de Janeiro não terá festas este ano. O desfile das escolas de samba no sambódromo da Sapucaí foram canceladas ainda em 2020, e um decreto tenta derrubar com as “festas clandentinas” na época.

Entre os dias 12 (esta sexta-feira)  a 22 de fevereiro, passa valer um decreto que proíbe a entrada de ônibus e veículos fretados na cidade, blocos de rua e aglomerações clandestinas aconteçam na cidade. A exceção acontece apenas para os transportes que prestam serviços regulares para empresas de turismo e hotéis.

Segundo o prefeito Eduardo Paes (DEM-RJ), o combate à aglomeração de pessoas será reforçado por policiamento durante o período em que seria comemorado o Carnaval no Rio de Janeiro. Entretanto, o comércio vai poder funcionar normalmente, com exceção dos ambulantes de rua, que nesta época do ano ganhavam aval da prefeitura para circular na cidade.

O que vai abrir no feriado?

- PUBLICIDADE -

Segundo informações do G1, a Fecomércio-RJ e o Sindicato dos Trabalhadores fecharam acordo para a abertura das lojas em todo o estado inclusive na terça-feira e na quarta-feira de cinzas. A decisão é facultativa, sendo assim, cada estabelecimento pode decidir se irá funcionar ou não.

O ponto facultativo também vale para os órgãos e entidades integrantes da administração pública do Rio de Janeiro na segunda-feira (15),  data que foi mantida como feriado segundo a decisão do governo do Rio de Janeiro. O que deve abrir:

Leia também

Entenda porque o cantor Belo foi preso no Rio de Janeiro

Carnaval no Rio: Balada ilegal no Vidigal lota 3 andares

  • Loja, shoppings, postos de gasolina, etc;
  • Unidades de saúde municipais;
  • Postos de vacinação contra Covid-19;
  • Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro: vai funcionar com regime de plantão 24 horas;
  • Metrô Rio terá operação normal;
  • VLT Carioca terão funcionamento normal.

O que vai fechar no feriado?

Apesar de grande parte optar por abrir no feriado de Carnaval deste ano, algumas organização e órgãos públicos do Rio de Janeiro decidiram restringir seus funcionamentos, como no caso da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e do Detran-RJ. No caso dos bancos, a Febran informou que contas com vencimento em 15 ou 16 de fevereiro poderão ser pagas, sem acréscimo, na quarta-feira, dia 17.

  • Detran-RJ e Poupatempo: não abrem na segunda (15) e terça-feira (16/02);
  • Bancos: não abrem na segunda (15) e terça-feira (16/02);
  • SuperVia: terá alteração no funcionamento na terça-feira (16/02) – os trens da SuperVia irão circular de acordo com a grade de sábados já programada para cada ramal (entre 4h15 e 23h).

Carnaval todo mês de julho no Rio de Janeiro

A foto mostra foliões no bloco de rua durante carnaval no Rio de Janeiro
(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

- PUBLICIDADE -

Em julho de 2020 as prefeituras de Rio de Janeiro e São Paulo anunciaram o adiamento dos desfiles das escolas de samba. Bruno Covas (PSDB), prefeito reeleito da capital paulista, disse na época que o governo estava pensando em uma nova data para a festa que incluí também os blocos de rua. O mesmo foi especulado na cidade maravilhosa.

Salvador, que também é referência quando se trata de Carnaval, seguiu os mesmos passos de São Paulo e Rio, e disse que o planejamento das comemorações aconteceria em julho, uma previsão que caminhou com o cronograma de vacinação em todo país. Mas a permanência da Covid-19 fez com que os planos mudassem completamente.

A ideia de realizar o Caranaval no mês de julho no Rio agradou alguns políticos. No dia 14 de janeiro, o estado do Rio de Janeiro aprovou um decreto que prevê um “carnaval fora de época” todo mês de julho anualmente. Chamado de “CarnaRio”. a medida foi criada pelo deputado estadual Dionísio Lins (PP), e tem como intuito estimular o turismo da cidade nos próximos anos, mesmo quando a pandemia chegar ao fim.

A festa acontece na maioria das vezes no mês de fevereiro, seguindo o ditado popular que diz que “o ano só começa após o Carnaval”.  O governador Cláudio Castro (PSC) acredita que a celebração no meio do ano terá impactos positivos na economia da cidade.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes