O que vai funcionar na fase vermelha em São Paulo

O governo anunciou nesta quarta-feira (03/02), que passa a valer a fase vermelha em todo o estado de SP a partir do próximo sábado (06/02). A medida vem após o estado atingir um recorde no número de mortos vítimas da Covid-19.

O governo de São Paulo anunciou no 3 de março que passar a valer a fase vermelha em SP a partir do dia 6 de março até o dia 19 de março de 2021. A medida é conhecida por ser a mais restritiva no combate a pandemia da Covid-19,  proibindo comércio e bares de abrir ao público. Então veja o que vai funcionar na fase vermelha em São Paulo.

Segundo João Doria (PSDB), o estado está “à beira de um colapso”, e por isso, medidas coletivas e urgentes precisam ser tomadas. A última reclassificação do Plano SP aconteceu no dia 26 de fevereiro, e colocou a maioria dos municípios do estado na fase laranja, que sucede a vermelha.

Como fica a fase vermelha em SP?

Fase Vermelha em SP: veja o que abre e fecha em todo o Estado
(Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

A fase vermelha em SP vai abranger todas as cidades do estado. Com isso, apenas os serviços essenciais irão funcionar normalmente. A medida foi a forma que o governo encontrou para conter o avanço do número de casos de internações, infecções e mortes provocadas pelo novo coronavírus.

Algumas prefeituras do interior paulista e até mesmo da Grande SP, como o ABC Paulista, já haviam determinado fase vermelha antes mesmo do anúncio de João Doria. De acordo com informações do governador, a regressão do estado no Plano veio a pedido do Centro de Contingência do Coronavírus e de prefeitos.

Duração e quando começa

Segundo a nova reclassificação do Plano de São Paul, a previsão é que a fase vermelha em SP dure cerca de 13 dias. Ela começa a partir do dia 6 de março, próximo sábado, e vai até o dia 19 de março.

O que vai funcionar na fase vermelha em São Paulo?

A fase vermelha em SP autoriza apenas o funcionamento de padarias, mercados e farmácias, além de escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais. Confira abaixo a lista completa do que funciona durante o período:

  • Farmácias
  • Mercados
  • Padarias
  • Açougues
  • Postos de combustíveis
  • Meios de transporte coletivo
  • Transportadoras, oficinas de veículos
  • Atividades religiosas
  • Escolas
  • Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria
  • Bancos
  • Pet-shops
  • Serviços de delivery ou entregas
  • Indústria

O que não pode abrir na fase vermelha em SP?

  • Shoppings, comércio e galerias
  • Consumo local em bares e restaurante
  • Salões de beleza e barbearias
  • Eventos
  • Academias de ginástica
  • Atividades culturais
  • Convenções
  • Escritórios

Recorde de mortes por Covid-19 em SP

Leia também

Vacinação de professores em São Paulo; veja onde tem…

Rodízio em SP: veja até quando foi prorrogada a restrição de…

No dia 2 de março, o estado de São Paulo atingiu o recorde do número de mortes provocadas pelo novo coronavírus em 24h desde março de 2020, início da pandemia no Brasil. Segundo informações divulgadas pela Secretaria Estadual da Saúde, foram  468 novos óbitos.

Recentemente a Secretaria também informou que o índice de infecção pelo novo coronavírus aumentou de 13,9%. Atualmente 70% dos leitos de UTI da rede municipal estão ocupados. Já o SindHosp (Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo), mostrou também que a situação na rede privada não é diferente: 81% dos hospitais privados estão com ocupação de leitos entre 80% e 100%.

Vacinação em São Paulo

Apesar da fase vermelha em SP, a vacinação contra a Covid-19 está avançando no estado. Neste dia 3 de março, os idosos entre 77 a 79 anos puderam receber a primeira dose da vacina na capital paulista. Já os idosos de 80 a 84 continuam sendo vacinados na região da grande São Paulo.

O cronograma de vacinação do Estado de SP prevê cerca 563 mil pessoas entre 80 e 84 anos e de outras 430 mil pessoas que estão na faixa de 77 a 79 anos. Os idosos com mais de 85, cuja vacinação já foi iniciada, são cerca de 515 mil pessoas.

Veja também:

Postos de vacinação abertos em São Paulo: confira os locais

Coronavírus no Brasil

No dia 25 de fevereiro, o Brasil registrou o maior número de mortes por causa da Covid-19 desde o começo da pandemia. Segundo informou o consórcio de imprensa, o país atingiu 1.582 óbitos na data. Até então, o dia mais letal havia sido 29 de julho de 2020, quando 1.554 brasileiros morreram diagnosticados com o novo coronavírus.

Como funciona o Plano SP?

Covid-19 em SP: comércio volta a funcionar em todo o Estado
Fase Vermelha do Plano SP é a que mais tem restrições de combate à Covid-19 em SP.

O Plano São Paulo é a estratégia do Governo do Estado de São Paulo para vencer a Covid-19. Ele é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (Vermelho) a etapas identificadas como controle (Laranja), flexibilização (Amarelo), abertura parcial (Verde) e normal controlado (Azul). O plano divide o estado em 17 regiões e cada uma delas é classificada em uma fase do plano, dependendo de fatores como capacidade do sistema de saúde e a evolução da epidemia.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes