Publicado em

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que o segundo turno da reforma da Previdência deve ocorrer na sexta-feira e admitiu que destaques com alteração sobre os professores a ser votado nesta quinta-feira, ainda no primeiro turno, podem ser aprovados.

Segundo Maia, o impacto fiscal desses destaques seria de cerca de 3 bilhões de reais.

Na quarta-feira, a Câmara aprovou com 379 votos a favor a reforma da Previdência, 71 votos a mais que o mínimo necessário. Mas Maia encerrou a votação dos destaques logo depois da análise do primeiro, alegando que os deputados estavam confusos sobre o que estavam votando.

Procurando mostrar otimismo, Maia disse a jornalistas nesta tarde acreditar que a Câmara vai votar tudo e destacou que é importante concluir a votação da reforma na Casa nesta semana.