Publicado em

SÃO PAULO - O presidente em exercício Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira que o presidente chinês, Xi Jinping, visitará o Brasil em novembro, à medida que os dois países buscam fortalecer os laços políticos e econômicos em tempos de tensões comerciais globais.

A visita deve ocorrer durante a cúpula dos Brics, grupo de nações emergentes formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, disse Mourão durante conferência em São Paulo no Conselho Empresarial Brasil-China (Cebc).

A cúpula dos Brics deste ano acontecerá em 13 e 14 de novembro em Brasília.

"A China reconhece o Brasil como um parceiro regional importante", disse Mourão, acrescentando que o comércio entre os dois países atingiu 100 bilhões de dólares em 2018. As transações comerciais devem permanecer no mesmo patamar este ano, à medida que a China aumentou as importações de carne do Brasil após um surto de peste suína, acrescentou.

Mais cedo nesta segunda-feira, o Ministério da Agricultura do Brasil informou que o governo chinês autorizou mais 25 plantas brasileiras a exportarem carne para a China, elevando o total para 89.

A China é o principal parceiro comercial do Brasil há uma década, disse Mourão, acrescentando que o governo brasileiro manterá os canais de investimentos abertos com vários projetos em mineração, petróleo e logística para investimento privado.

"Os chineses têm interesse, capital e experiência para ampliar e diversificar investimentos no Brasil", disse Mourão.

O presidente Jair Bolsonaro, que está se recuperando de uma cirurgia em São Paulo, deve visitar a China em outubro, disse Mourão.