Publicado em

PEQUIM (Reuters) - A China tomou conhecimento do comentário do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que Pequim precisa resolver a crise em Hong Kong por conta própria, disse o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado nesta quinta-feira.

Dez semanas de confrontos cada vez mais violentos entre a polícia e os manifestantes levaram o centro internacional de negócios a sua pior crise desde que Hong Kong deixou de ser domínio britânico e passou ao comando da China em 1997.