Publicado em

NOVA DÉLHI (Reuters) - Autoridades de segurança da Índia disseram nesta quarta-feira que um grupo de militantes paquistaneses apoiado pelos militares tentou se infiltrar na região da Caxemira controlada pela Índia para fomentar a violência, segundo a parceira da Reuters ANI.

A tensão está aumentando entre a Índia e o Paquistão depois que Nova Délhi revogou neste mês o status especial para a parte da Caxemira que controla, descartando uma provisão constitucional que permite que o estado de Jammu e a Caxemira façam suas próprias leis.

A Caxemira, de maioria muçulmana, tem sido palco de décadas de hostilidade entre os rivais nucleares Índia e Paquistão. Ambos os países reivindicam o território inteiro, mas cada um governa uma parte.

A ANI citou fontes do exército indiano não identificadas, dizendo que houve uma grande tentativa de infiltração no setor Uri de Jammu e na Caxemira na noite de terça-feira por militantes que receberam cobertura armada de postos do exército paquistanês.

Os militares do Paquistão não responderam aos pedidos de comentários.

(Por Mayank Bhardwaj)