Publicado em

São Paulo - O conceito express tem aparecido com destaque nos planos das redes supermercadistas e a disputa pelo segmento conhecido como o de "lojas de vizinhança" está cada vez mais acirrada. Depois do avanço do Minimercado Extra e do Minuto Pão de Açúcar - braços do Grupo Pão de Açúcar (GPA) -, agora é a vez do contra-ataque do Carrefour.

A companhia francesa tem intensificado a expansão da bandeira Carrefour Express e acaba de abrir a sua loja de número 30, na Rua Domingos de Moraes, no bairro da Vila Mariana, na capital paulista. Para viabilizar a operação e dar suporte aos mercados de pequeno porte da rede, o Carrefour teve de disponibilizar um centro de distribuição em Osasco (SP), exclusivamente para atender a bandeira Express.

Presente nos projetos da companhia no Brasil desde a inauguração da primeira loja, em agosto de 2014, o Carrefour Express mantém seu forte ritmo de expansão. Tanto que só em cerca de dois anos, a marca já conta com 30 lojas desse perfil. Sem revelar o total dos investimentos na nova bandeira, a companhia anunciou que na primeira unidade, aberta em 2014, no bairro paulistano do Tatuapé, foram investidos R$ 750 mil.

Após a inauguração, a experiência do negócio parece ter sido favorável, a ponto de já no segundo semestre de 2014 terem sido inauguradas outras três unidades do formato. Em 2015, o fôlego da bandeira foi maior: a rede abriu 17 lojas, em diferentes bairros de São Paulo e Região Metropolitana. E neste ano, tudo indica que a tendência do Grupo Carrefour é intensificar o projeto de ampliar o espaço para o formato 'atacarejo', com a bandeira Atacadão, além das lojas de proximidade.

Até o momento, entre janeiro e março deste ano, o Carrefour Express inaugurou outras nove lojas. Atualmente, a bandeira opera na capital e Região Metropolitana. Mas além de Santo André (no ABC Paulista) e de Osasco (SP), a marca está presente em São Paulo nos bairros Jardim Paulista, Saúde, Moema, Santo Amaro, Vila Mariana, República, Itaim, Mooca e Pinheiros.

Ao DCI, o diretor do Carrefour Express no Brasil, Luis Curti, afirmou que a companhia passou mais de um ano estudando o novo formato e planeja novas aberturas em 2016 e nos próximos anos. Segundo ele, foram necessários investimentos em logística para suportar a operação, que requer abastecimento frequente nas lojas, as quais possuem estoque reduzido justamente para "oferecer uma solução eficiente e conveniente para os consumidores em busca de compras de itens de reposição e consumo básicos".

Conforme o executivo, as lojas contam com um sortimento que visa atender as necessidades dos clientes e, ao mesmo tempo, a disposição da área proporciona a experiência de compra ágil, em um local agradável e com preço competitivo para o segmento. "Os produtos são organizados de forma a agilizar o processo de compra. O formato de proximidade atende consumidores que, cada vez mais, procuram fazer compras menores, mais frequentes e em locais próximos da casa ou do trabalho", aponta Luis Curti.

Operação é complementar aos demais formatos de negócio do Grupo Carrefour no País, e o segmento do Carrefour Express é um dos alvos da companhia em que a experiência da França pode ser replicada por aqui, ao transformar a bandeira em uma rede de franquias - mas por enquanto não há nada confirmado nesse sentido pela empresa.

Fôlego de liderança

De olho em um segmento que cresce mais de 8% ao ano e deve atingir a marca de R$ 230 bilhões de faturamento em 2019, o Hirota Food Express é a nova rede do grupo de supermercados Hirota, que contabiliza atualmente 15 lojas em São Paulo. Agora, a ênfase da nova operação é a oferta de comida pronta, com um viés forte na culinária japonesa.

Apesar de disponibilizar sushis, sashimis, temakis e obentôs - as marmitas com refeição balanceada -, a bandeira segue em linha com as lojas de proximidade, pelo mix diversificado de produtos nas gôndolas. A primeira unidade foi inaugurada recentemente na Avenida Paulista, 726. O endereço antes era ocupado pela antiga locadora de vídeos 2001. Agora com o Hirota Food Express, a ideia da bandeira é oferecer um novo conceito na região, com opções de pratos e produtos para café da manhã, almoço, lanche e jantar, além de pratos funcionais e saudáveis com baixa caloria. O preço da refeição completa vai de R$ 13,90 a R$ 29,90.

De acordo com o gestor de novos negócios da rede, Marcio Shimada, a segunda loja da marca também já tem endereço certo: no Shopping Eldorado. A previsão de abertura é em meados do mês de abril.

Segundo o executivo, o Hirota tem como missão oferecer uma solução em alimentação para seus clientes e a empresa investe pesado em pesquisas, viagens nacionais e internacionais, participação de feiras e congressos, sempre em busca de tendências, tecnologia e benchmarking. "Tudo isso além de ter formado uma equipe de gastronomia com chefs, nutricionistas, engenheiro de alimentos para operacionalizar todos os projetos neste segmento", afirma.