Publicado em

SÃO PAULO (Reuters) - O faturamento da indústria brasileira de materiais de construção caiu, já descontada a inflação, 0,9 por cento em fevereiro ante igual mês de 2017, informou nesta quinta-feira Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

No bimestre, contudo, o setor faturou 1,5 por cento a mais que nos dois primeiros meses de 2017, com alta de 2 por cento nas vendas de materiais de base e de 1,2 por cento em acabamento, de acordo com a associação.

Para 2018, a expectativa é de um crescimento de cerca de 1,5 por cento, informou a Abramat, acrescentando que o varejo deve puxar a recuperação da cadeia de construção. A entidade alerta, no entanto, que podem ocorrer "oscilações pontuais nos resultados mês a mês".

"A tendência é o mercado das obras imobiliárias voltar a se recuperar apenas no segundo semestre, enquanto que o segmento das obras de infraestrutura deve se recuperar consistentemente a partir de 2019”, disse Rodrigo Navarro, presidente da Abramat, em nota.