Plano de voo Liliana Lavoratti Editora de fechamento
20/04/2017 - 00h00

Sinais contrários ficam mais fortes contra reformas

Entidades da sociedade civil se juntam à base rebelde e mandam recados ao Planalto

Nos dois últimos dias, cresceram os sinais de que deve crescer a pressão contrária às reformas da Previdência Social e trabalhista. Ontem, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Conselho Federal de Economia (Cofecon) afirmaram, em nota, que a sociedade brasileira deve estar atenta às "ameaças de retrocessos". "A Proposta de Emenda à Constituição 287 está na direção oposta à necessária retomada do crescimento econômico e da geração de empregos, na medida em que agrava a desigualdade social e prejudica as finanças em milhares de pequenos municípios do Brasil."

Entidades querem mais debate

 As três entidades reivindicam mais debate com a sociedade para "eliminar o caráter reducionista de direitos". "Nenhuma reforma que afete direitos básicos da população pode ser formulada sem a devida discussão com o conjunto da sociedade e suas organizações. A Reforma da Previdência não pode ser aprovada apressadamente, nem pode colocar os interesses do mercado financeiro e as razões de ordem econômica acima das necessidades da população. Os valores ético-sociais e solidários são imprescindíveis na busca de solução para a Previdência", dizem as entidades.

Recado direto ao Planalto

Outro forte recado enviado ao Palácio do Planalto saiu da Câmara, na terça (18), quando os deputados rejeitaram a urgência para o projeto de lei da Reforma Trabalhista. A derrota assustou o governo. "Mesmo suavizada, a discussão da Reforma da Previdência não será fácil", preveem os analistas da Arko Advice, consultoria sediada em Brasília. Segundo eles, "visivelmente ainda há problemas na base governista que precisam ser contornados. E não poder haver erro na condução da Reforma da Previdência. A participação direta do presidente Temer será crucial", comentam.

Alugar e não comprar celular

Alinhada à mudança de comportamento na direção do conceito de usar em vez de ter, a Brightstar, líder do mercado de recompra de celulares, começa a oferecer o serviço de aluguel de smartphones e tablets. Voltado a empresas, o programa permite a locação de aparelhos novos e seminovos das fabricantes Apple e Samsung com preços, em média, 30% menores em relação aos modelos novos (60% no caso de produtos seminovos), trazendo uma série de benefícios para os clientes corporativos. Economia e conveniência estão entre as principais vantagens.

Logística do Jaguar

A DHL Supply Chain, líder mundial em logística, armazenagem e distribuição, foi o provedor escolhido pela Jaguar Land Rover para gerir a logística in plant da nova fábrica da montadora em Itatiaia (RJ). Sob este novo contrato, a DHL Supply Chain dirigirá todos os aspectos da cadeia de suprimento, desde armazenagem até fornecimento sequenciado de peças. O escopo também inclui o abastecimento da linha de produção com kits pré-montados de peças, racionalizando o processo de fabricação, explica Miquele Lioi, diretor de Desenvolvimento de Negócios da DHL.

Automação de controles

Para garantir a eficiência e a disponibilidade de companhias que precisam distribuir em diferentes localidades, como grandes redes varejistas, a brasileira e-Deploy desenvolveu sua estratégia para este mercado, caracterizado pela velocidade das vendas. A companhia leva os benefícios da automatização dos controles de maior criticidade das empresas por meio da solução de monitoramento Watcher. A Arcos Dorados, operadora da marca McDonald's na América Latina, adotou esse sistema para monitorar seus estabelecimentos em 20 países da região. Com a automatização dos dados financeiros por meio da solução de monitoramento, a empresa conseguiu melhorar a gestão e o mapeamento realizado pela auditoria parcial para saber onde, de fato, era necessário aplicar uma inspeção completa e presencial.

Riqueza com trabalho  

Viver de renda, ter casa na praia, no campo e ser milionário é o que a maioria das pessoas que acordam cedo para trabalhar almejam, mas como chegar a este patamar? Um estudo feito com os 31 milionários brasileiros, mostrou que não será pelo mercado financeiro que essa mudança de vida ocorrerá para quem tem este sonho. Somados os 31 entrevistados, o valor total em investimentos financeiros chega a mais de R$ 100 milhões. Embora 100% dos entrevistados invistam no mercado financeiro, destes, 77% responderam que sua fortuna foi conquistada trabalhando de forma tradicional. Outros 23% aumentaram suas contas bancárias por meio de herança. "Investir no mercado não é bingo ou casino. Os produtos financeiros têm a função de dar um seguro ao patrimônio, manter a qualidade de vida daquele que investe e não o tornar rico", diz André Bona, educador financeiro do Blog de Valor.

Assuntos relacionados:

reformasdhljaguar
Imprimir
TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.